27/11/2014 08h10 – Atualizado em 27/11/2014 08h10

Governador eleito assegurou participação da Assembleia em reunião sobre reestruturação administrativa

Assessoria de Imprensa

Em encontro com os deputados estaduais nesta quarta-feira (26), o governador eleito Reinaldo Azambuja afirmou que os secretários, em seu governo, terão metas para serem cumpridas e será cobrada eficiência em cada pasta. “Cada secretário que assumir no nosso governo vai ter metas estabelecidas e vai assinar um contrato com o governo que eles têm que cumprir durante os anos em que vão representar o Estado”, antecipou. “São metas importantes de melhoria na eficiência, desempenho das atividades, tanto no setor saúde, segurança pública, educação e outros ambientes do governo que são importantes. Discutir gestão e eficiência é importante porque melhora a gestão do governo com a população, que é o nosso objetivo”.

Em coletiva após o encontro na Assembleia Legislativa, Reinaldo disse que vai aumentar o valor das emendas parlamentares e assegurou a participação da Casa de Leis nas discussões sobre a reforma administrativa.

Um representante do Poder Legislativo participará da reunião, na próxima segunda-feira (1°), com a equipe de trabalho que irá discutir as mudanças no Governo. A intenção é manter os deputados estaduais informados sobre as mudanças na administração estadual.

O governador eleito disse que não tem a intenção de aumentar a quantidade de secretarias, e poderá inclusive reduzi-las. O Governo do Estado conta hoje com 15 secretarias.

Emendas – Reinaldo Azambuja se comprometeu em aumentar o valor das emendas individuais dos deputados estaduais, que hoje é R$ 800 mil por parlamentar, e contou também que irá colocar uma contrapartida do Estado para cada emenda conquistada pela bancada federal.

“Nós já propusemos à bancada federal que de cada real que ela colocar para o Governo do Estado (nas áreas de Saúde e Segurança), que o Governo do Estado coloque o mesmo valor para o atendimento aos municípios, às entidades e às prioridades”, disse.

Já em relação às emendas dos deputados estaduais, Reinaldo ainda não informou qual será o novo valor.

Mesa Diretora – Em entrevista à imprensa, Reinaldo afirmou que não irá interferir na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Ele disse ter a convicção de que os deputados terão maturidade para, respeitando a representatividade das bancadas, escolherem os melhores nomes.

Ele garantiu que saberá respeitar a oposição dentro da Casa de Leis. “O oxigênio de um processo democrático é ter situação e oposição. Isso é importante e no nosso governo a oposição será respeitada”.

Governo federal – Questionado sobre a relação com o governo federal, Reinaldo Azambuja afirmou que espera ter uma boa relação institucional com a presidente reeleita, Dilma Rousseff, porque Mato Grosso do Sul precisa de investimentos em ferrovias, portos, modernização aeroportos, e em segurança, principalmente na fronteira.

Comentários