23/01/2012 15h00 – Atualizado em 23/01/2012 15h00

Os dados foram divulgados hoje (23) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Agência Brasil

A balança comercial brasileira registrou déficit de US$ 579 milhões na terceira semana de janeiro. O saldo negativo é resultado das exportações de US$ 3,206 bilhões e importações de US$ 3,785 bilhões. A média diária de embarques externos foi de US$ 641,2 milhões. Nas compras internas, a média diária registrada foi de US$ 757 milhões. A balança comercial vem registrando déficit desde a primeira semana do mês.

Os dados foram divulgados hoje (23) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No acumulado do ano, a balança comercial aponta resultado negativo de US$ 1,273 milhão. No período de três semanas, as vendas externas somaram US$ 10,540 bilhões, enquanto as importações ficaram em US$ 11,813 bilhões.

Nas exportações, a média diária verificada na terceira semana de janeiro ficou 12,6% inferior que a média de US$ 733,4 milhões registrada na semana anterior. A queda é atribuída ao decréscimo dos embarques externos de produtos básicos (-21,1%), como minério de ferro, petróleo em bruto, carne de frango, soja em grão e farelo de soja. A soma registrada caiu de US$ 309,8 milhões para US$ 244,5 milhões.

As vendas externas dos manufaturados também apresentaram queda (-7,8%), saindo de US$ 296,1 milhões para US$ 272,9 milhões. A alteração negativa foi motivada pela redução de exportações de automóveis de passageiros, óleos combustíveis, polímeros plásticos, máquinas e aparelhos para terraplanagem, óxidos e hidróxidos de alumínio e energia elétrica.

Em contrapartida, as exportações de bens semimanufaturados registraram acréscimo de 5,2%. A quantia verificada foi US$ 109,8 milhões na terceira semana de janeiro frente os US$ 104,4 milhões da semana passada. O aumento foi motivado pelo incremento nas vendas de produtos semimanufaturados de ferro ou aço, celulose, alumínio em bruto, couros e peles e ferro fundido. Nas exportações, comparadas as médias até a terceira semana de janeiro deste ano (US$ 702,7 milhões) com as de janeiro de 2011 (US$ 724,5 milhões), houve redução de 3%.

Nas importações, verificou-se redução de 5,7% na terceira semana do mês em relação à anterior. A queda é explicada, principalmente, “pelo declínio nos gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos elétricos/eletrônicos, veículos automóveis e partes, químicos orgânicos e inorgânicos e adubos e fertilizantes”, conforme nota divulgada pelo MDIC. Nas compras internas, a média diária até a terceira semana de janeiro de 2012 (US$ 787,5 milhões) ficou 11,6% acima da média verificada no mesmo período do ano passado (US$ 705,5 milhões).

Comentários