19/06/2015 10h48 – Atualizado em 19/06/2015 10h48

Mesmo sem mostrar arma de fogo, apenas aparentar estar com revólver na cintura, o ladrão roubou R$ 150 e ameaçou a vítima por não ter celular

Fábio Jorge

A Polícia Militar atendeu uma ocorrência de roubo na noite de ontem, quinta-feira (18), tendo como vítima o proprietário de uma loja de variedades. Aconteceu por volta das 22h no estabelecimento localizado na Rua Egidio Thomé, 1746, no bairro Jardim Cangalha, onde o proprietário D.A.S.L (26) foi rendido por um homem que possivelmente estava armado.

D.A.S.L relatou aos policiais que duas pessoas chegaram em uma moto, o passageiro desceu e adentrou a loja, perguntando sobre chinelo de nº 41 com símbolo do Palmeiras e um pacote de cigarros. Em seguida, o homem anunciou o assalto e, em tom ameaçador exigiu o dinheiro do caixa e o celular da vítima.

O proprietário entregou R$ 150 que estava no caixa e disse ao assaltante que não tinha o aparelho. Diante da informação, o bandido ficou furioso e disse que D.A.S.L merecia um tiro na cara por não ter celular e ainda ordenou que ele entrasse numa sala existente no estabelecimento.

Após o crime, o assaltante e comparsa fugiram tomando rumo ignorado. A vítima disse aos policiais que o autor é de cor parda e estava trajando blusa preta, bermuda branca, de capuz e capacete. Conforme o boletim, em nenhum momento o bandido mostrou arma, apenas sinalizou ter algo na cintura. O caso foi registrado na DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Três Lagoas.

Comentários