23/01/2012 15h32 – Atualizado em 23/01/2012 15h32

Logo atrás do time de “nanicos” comandado por Messi, Xavi e Iniesta aparece o Bétis, também da Espanha, com 1,7779m, e o Concordia Chiajna, da Romênia, com 1,7825m

GLOBOESPORTE

Um estudo curioso divulgado nesta segunda-feira mostrou que, de fato, tamanho não é documento. Pelo menos no futebol. Campeão europeu e mundial, o Barcelona é a equipe mais “baixinha” no Velho Continente, com uma média de altura de 1,7748m segundo pesquisa do “CIES – Football Observatory”, uma empresa de estatística fundada em 2005 na Suíça.

Logo atrás do time de “nanicos” comandado por Messi, Xavi e Iniesta aparece o Bétis, também da Espanha, com 1,7779m, e o Concordia Chiajna, da Romênia, com 1,7825m.

Por outro lado, a equipe mais alta da Europa é o modesto FC Volyn Lutsk, da Ucrânia, com 1,8633m de média. E provando que tamanho não é mesmo documento, enquanto o Barça ganha vários títulos e é a equipe mais admirada no planeta, o Volyn nunca levantou um caneco sequer na primeira divisão e o atual 12º colocado no campeonato ucraniano.

Os ingleses do Stoke City (1,8633, obviamente ajudados por contarem no elenco com Peter Crouch, um grandalhão de dois metros) e os austríacos do SV Mattersburg (1,8604) ocupam o segundo e terceiro lugares, respectivamente.

O estudo corresponde aos primeiros meses da atual temporada, reunindo informações sobre idade, estatura e nacionalidade de 12.410 jogadores que jogam em 500 clubes de 33 ligas europeias.

Se o Barcelona foi apontado segundo o estudo como o time mais velho, o Milan, por sua vez, é o mais velho. Com média de idade de 30 anos, a equipe rossonera, que conta com veteranos como Zambrotta, Bonera, Seedorf e Nesta, está à frente do APOEL, do Chipre, e do Lazio, ambos com média de 29,70.

Já o UC Dublin AFC, da Irlanda, é o clube mais jovem da Europa, com uma média de idade de 20,94.

Comentários