30/09/2015 09h22 – Atualizado em 30/09/2015 09h22

Nove cidades de Mato Grosso do Sul sediarão a passagem da Tocha Olímpica Rio 2016 dentre elas Bataguassu

Da Redação

Bataguassu foi confirmada como um dos municípios contemplados com a passagem da tocha olímpica no ano que vem. Na semana passada, o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB) participou de uma reunião em Campo Grande que anunciou todo o planejamento para o revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016.

Estiveram presentes no encontro, o ministro dos Esportes, George Hilton, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel; o diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Miranda; o secretário de Assuntos Federativos da Presidência da República, Olavo Noleto; o diretor executivo do Comitê Organizador Rio 2016, Marco Aurélio Costa Vieira, além de autoridades políticas e militares do Estado, e dos prefeitos das cidades por onde a tocha passará.

Segundo Caravina, em julho deste ano, as gerentes da quarta região da rota de revezamento Paola Burle e Antônia Moro, estiveram em Bataguassu firmando a participação do município no evento. “Na época, fomos orientados a não divulgar mais informações sobre o assunto, pois ainda teríamos que aderir ao evento, o que já foi formalizado”, disse o prefeito.

O prefeito acredita que fazer parte do revezamento será uma importante oportunidade de demonstrar as potencialidades de Bataguassu para todo o mundo. “A passagem da tocha olímpica por Mato Grosso do Sul e em especial, em nosso município será uma vitrine para nós, bataguassuenses, já que poderemos mostrar nossos potenciais para todo o mundo. Será um verdadeiro presente aos munícipes, que culminará também com uma grande festa voltada para nossa população”, destaca o chefe do Executivo.

No Estado, a tocha olímpica passará em Campo Grande, Dourados, Itaporã, Maracaju, Nova Andradina, Rio Brilhante e Sidrolândia. Bataguassu receberá a tocha após a passagem do símbolo no município de Nova Andradina, provavelmente no dia 28 de junho de 2016, no período da tarde. Toda a rota percorrida ainda será definida. Daqui, o comboio seguirá para Presidente Prudente (SP). Durante a passagem da tocha no município, haverá um evento organizado pela Prefeitura de Bataguassu.

REVEZAMENTO

O Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 vai durar entre 90 a 95 dias após a tradicional cerimônia de acendimento da chama Olímpica na cidade grega de Olímpia, berço dos Jogos da Antiguidade. Serão em torno de 12 mil condutores da tocha e a chama percorrerá cerca de 20 mil quilômetros por estradas e ruas brasileiras e 10 mil milhas aéreas.

O Revezamento da Tocha Olímpica se encerrará no dia 5 de agosto de 2016, quando o último condutor da tocha acenderá a Pira Olímpica durante a cerimônia de abertura dos Jogos, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Os destinos finais para cada dia foram escolhidos para que a rota pudesse atingir o maior número possível de brasileiros dentro da duração estimada do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016.

A lista completa das cidades que receberão o Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 será revelada no início do ano que vem. Esse encontro da tradicional Chama Olímpica com o calor humano do povo brasileiro vai alcançar em torno de 90% da população do país em cerca de 300 cidades de todos os 26 estados do Brasil, além do Distrito Federal.

(*)Da Hora

No Estado, a tocha olímpica passará em Bataguassu, Campo Grande, Dourados, Itaporã, Maracaju, Nova Andradina, Rio Brilhante e Sidrolândia. (Foto:Reprodução)

Comentários