29/04/2016 10h48 – Atualizado em 29/04/2016 10h48

Bauza celebra goleada, fale em volta de Denis e pede calma contra Toluca na Libertadores

Técnico disse que foi melhor jogo em seu comando, mas adota discurso pé no chão para volta após 4 a 0. Treinador escalou Denis para próximo jogo

Ariane Pontes com informações

O técnico Edgardo Bauza, evidentemente, ficou muito satisfeito com a goleada aplicada pelo São Paulo por 4 a 0 sobre o Toluca (MEX), no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, ontem, dia 28, no Morumbi. Bicampeão da competição, o argentino, no entanto, tentou acalmar a euforia. Ele disse que pediu aos jogadores para não festejarem no vestiário após o importante triunfo. O técnico disse que o time mexicano fará de tudo para inverter o placar, semana que vem, no México.

“O resultado, claro, foi bom. Nos propusermos a jogar 180 minutos, fizemos 90. Ainda falta 90. Em Toluca, na altura, conheço bem o técnico, vai fazer tudo para virar. Não festejamos nada, porque falta 90 minutos. Fiquei contente por causa da boa partida. Creio que foi a melhor partida desde que começamos a trabalhar. E vejo a equipe, todos os dias, crescendo um pouco mais. Está se transformando numa equipe séria, difícil para o rival. Isso que tenho proposto aos atletas e tem interpretado bem. Toluca quase não chutou, porque não pôde. A pressão foi constante. Vou muito satisfeito com tudo, e o jogo saiu como a gente planejou”, analisou o treinador.

Bauza também analisou Centurión, que marcou dois gols. O técnico contou que Alan Kardec até melhorou, que todos no clube esperavam que ele jogasse, mas acabou optando pelo argentino porque sentiu que ele estava num bom dia. “Deu certo!”.
Questionado quanto a volta do goleiro Denis, o argentino disse: “É titular, se não ocorrer nada, certamente voltará. Igual Centurión, Calleri vai voltar. O que me alegra é que tanto Renan quanto Centurión, necessitamos de tudo. Isso me alegra”, explicou.

(*) Informações SPFC

Jogadores celebraram muito goleada diante time mexicano

Comentários