09/11/2006 08h51 – Atualizado em 09/11/2006 08h51

Campo Grande News

O bebê de quatro meses agredido em Aquidauana no dia 22 de outubro ainda está internado na Santa Casa de Campo Grande. O estado dele, que está com o braço imobilizado e lesões pelo corpo, é considerado estável e a previsão era que recebesse alta ontem. A autoria da agressão está sendo investigada pela Polícia Civil do município, que já prendeu dois suspeitos. Um é Marcos Guilherme Guimarães, que seria o autor, e o outro o companheiro dele, Rogério Gonzaga Queiroz, que foi indiciado por registrar filho alheio como próprio, falsidade ideológica (devido à falsa acusação feita contra a mãe da criança) e co-autoria em maus tratos com lesão corporal de natureza grave. Os dois moravam juntos e criavam o bebê, que foi deixado com Queiroz pela mãe, Carolina Florentino do Nascimento, que também está sendo investigada. Queiroz não é o verdadeiro pai do menino, como disse no primeiro momento à polícia. O bebê é filho apenas de Carolina.

Comentários