23/05/2015 13h07 – Atualizado em 23/05/2015 13h07

O sargento ressaltou que Eliza não apresentava sinais de violência, porém tinha secreção no nariz e marcas de sangue na fronha

Redação

O bebê que morreu em casa, na madrugada desta sexta-feira (22), no Bairro Caiobá em Campo Grande, é uma menina, e foi identificada como Eliza Laurena de Almeida Pereira de apenas três meses.Os militares do Corpo de Bombeiros que atenderam a ocorrência, suspeitam que a menina tenha sido sufocada pelos pais, enquanto dormiam, já que há informações, de que na noite anterior uma festa teria sido promovida, na casa do casal.

O sargento Manoel Nunes do Corpo de Bombeiros, disse ao Portal Correio do Estado, que o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) recebeu uma chamada para atender a ocorrência no local, por volta das 8h40min desta manhã.

Ainda segundo o oficial, quando os militares chegaram no local, a menina estava na cama do casal e já apresentava rigidez cadavérica, ou seja, sinais de que havia morrido na madrugada e, não pela manhã.

Já o pai da menina, de 29 anos, disse a reportagem, que chamou o socorro na madrugada, mas que só foi atendido no início da manhã.

O sargento ressaltou, que Eliza não apresentava sinais de violência, porém tinha secreção no nariz e marcas de sangue na fronha, que reforça a suspeita de que o casal tenha dormido em cima da menina.

Vizinhos disseram, que na noite anterior, o casal realizou uma festa regada a bebidas alcóolicas e som alto, que se prolongou até o início da madrugada.

O caso será investigado pela delegada Christiane Grossi, do 6ª Delegacia de Polícia Civil, que está no local do incidente, juntamente com uma equipe da Perícia Técnica que revelará quais foram as causas da morte.

(*) Correio do Estado

Comentários