12/03/2012 19h49 – Atualizado em 12/03/2012 19h49

Fábio Trad é contra liberação da venda e do consumo de bebida alcoólica nos estádios

Liberação da venda e do consumo de bebida alcoólica nos estádios durante os jogos da Copa das Confederações, no ano que vem, e da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, polemiza debates na Câmara

Edmir Conceição*

A Lei Geral da Copa está entre os principais assuntos da Câmara dos Deputados nesta semana. A votação no plenário da Câmara está marcada para acontecer na quarta-feira (14). No entanto, o projeto que define direitos e obrigações da Federação Internacional de Futebol (Fifa) para a realização do evento tem causado divergências entre os partidos em torno da matéria.

Os pontos mais polêmicos do texto são a liberação da venda e do consumo de bebida alcoólica nos estádios durante os jogos da Copa das Confederações, no ano que vem, e da Copa do Mundo de Futebol, em 2014, além da questão da meia-entrada nos jogos.

Líderes da oposição e da base governista ainda vão negociar quais os destaques que serão votados nominalmente visando a alterar o texto. Já está definido que o destaque para retirar do texto a venda e o consumo de bebidas será votado nominalmente.

Para o deputado federal Fábio Trad (PMDB-MS), que é contra a liberação da venda e do consumo de bebida alcoólica nos estádios, o uso do álcool cria as condições psíquicas de inibição dos freios de censura no comportamento, o que pode convergir para a violência. “Álcool causa inibição da censura. Censura inibida gera ímpetos. Ímpetos são passionais. Futebol e paixão. Logo, tudo conflui para a violência”, justifica o parlamentar, ao adiantar sua posição contrária a tal proposta.

Na última semana, o relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP) foi aprovado na comissão especial e, em seguida, o plenário aprovou o requerimento de urgência para a votação. Contudo, a votação poderá ser adiada para permitir a busca de acordo em torno da maioria dos pontos.

(*) Com informações da assessoria

Comentários