26/01/2019 13h05

Bolsonaro diz que número de mortos pode aumentar; Israel oferecerá ajuda para buscas

Bolsonaro sobrevoou na manhã deste sábado (26) a região de Brumadinho acompanhado de ministros de Estado.

TALITA FERNANDES E MARIANA CARNEIRO/ Folhapress

Ao chegar ao Palácio da Alvorada em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que daqui para frente o trabalho é apenas de busca de desaparecidos e que o número de mortos em decorrência da tragédia em Brumadinho (MG) deve aumentar.

Foram tomadas todas as providências de imediato para aliviar a dor dos familiares. Daqui para frente o trabalho é a busca de desaparecidos, infelizmente pode aumentar muito o número de mortos”, afirmou.
Em breve fala feita na porta do Alvorada, Bolsonaro disse ainda que ele receberia um telefonema do primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, que oferecerá ajuda no trabalho de buscas na região atingida.
“Vou receber agora o telefonema do senhor Binyamin Netanyahu, que estará oferecendo ajuda com tecnologia para buscar desaparecidos.”

Questionado sobre se seria necessário mais fiscalização para evitar esse tipo de desastre, o presidente disse que “tudo é importante”
Bolsonaro sobrevoou na manhã deste sábado (26) a região de Brumadinho acompanhado de ministros de Estado.
“Por telefone o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahy, nos ofereceu ajuda para a busca de desaparecidos no desastre de Brumadinho/MG. Aceitamos e agradecemos mais essa tecnologia israelense a serviço da humanidade”, escreveu o presidente no Twitter logo depois de chegar ao Alvorada.

Foto Reprodução

Comentários