06/06/2017 09h58

Vítimas viajavam em um carro que foi atingido de frente por uma caminhonete. Acidente aconteceu em Ribas do Rio Pardo

Lucas Gustavo

É previsto para acontecer às 13h desta terça-feira (6), no cemitério de Três Lagoas, o sepultamento do bombeiro militar Luiz Antônio de Souza, de 44 anos, e de sua sogra, Maria Hermantina Lopes dos Santos, de 67, que morreram ontem (5) vítimas de acidente de trânsito. O carro em que eles estavam, um HB-20 Hyundai Sedan, foi atingido de frente por uma caminhonete que invadiu a pista contrária ao fazer uma ultrapassagem. A batida aconteceu no km 264, da BR-262, em Ribas do Rio Pardo.

De acordo com o comandante do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Três Lagoas, Leandro Mota de Arruda, o velório das vítimas acontece desde as 4h30 na Capela Cardassi. Inicialmente, o enterro estava definido para as 10h, mas a família optou por remarca-lo para as 13h.

Na colisão entre os dois veículos, Maria Hermantina morreu na hora. Luiz Antonio foi socorrido por um helicóptero e levado para a Santa Casa de Campo Grande com hemorragia interna. Ele também não resistiu aos ferimentos depois de passar por cirurgia e sofrer parada cardiorrespiratória.

No HB-20 também estavam como passageiros a mulher do militar, a irmã dela e um primo. Os três sofreram fraturas pelo corpo e precisaram ser internados. Até o momento, apenas a esposa recebeu alta médica e acompanha o velório do marido e da mãe.

Já na caminhonete viajavam três homens que também foram socorridos no hospital. Ainda não há informações sobre o estado de saúde do trio.

Luiz Antônio era sargento e atuava nos Bombeiros há quase 20 anos.

Luiz Antônio era sargento e atuava nos Bombeiros há quase 20 anos. (Foto: Divulgação).

HB-20 foi atingido de frente por uma caminhonete que invadiu a pista contrária ao fazer uma ultrapassagem. (Foto: Campo Grande News).

Comentários