17/11/2004 16h37 - Atualizado em 17/11/2004 16h37

Selecionados os finalistas do Prêmio AMB de Jornalismo

 

Reporter MS

As revistas Época, Primeira Leitura, e Isto É, e os jornais O Globo, Folha de S.Paulo, Correio Braziliense, Estado de Minas, e Gazeta do Povo (Paraná) são os finalistas do Prêmio AMB de Jornalismo. Juntos, eles classificaram 10 matérias nas duas categorias.

Na de “Revistas”, os cinco finalistas são: Isto É, com a reportagem “Riqueza Clandestina”, dos jornalistas Amaury Ribeiro Jr., Francisco Alves Filho e Ricardo Miranda; Primeira Leitura, com a matéria “De carona na Anaconda”, da repórter Vera Regina Magalhães; e Época, com “Conversa Legal”, de autoria de Débora Rubin de Toledo; “Adolescência vigiada”, de Solange Azevedo, Leandro Fortes, Marco Bahé e Rafael Pereira; e “Defesa ilegítima”, da repórter Paloma Cotes. Na categoria “Jornais”, os classificados pela Comissão de Seleção foram: Correio Braziliense com a matéria “Lobby dos cartórios no TJ-DF”, de Ana D’Angelo e Ana Maria Campos; Gazeta do Povo, do Paraná, com “Penas alternativas viram bom negócio para entidade assistencial”, de autoria de João Natal Wolff Bertotti; Folha de S.Paulo, com a matéria “STF julga de roupa suja à mordida de cão”, de Silvana de Freitas; O Globo, com a reportagem “Mar de processos – Danos que emperram a Justiça”, de Selma Regina Schmidt e Alan Gripp; e Estado de Minas, com “Refis 2: refúgio de acusados”, de Ana D’Angelo.

No próximo dia 15 de dezembro, os primeiros e segundos colocados em cada categoria receberão R$ 10 mil e R$ 5 mil respectivamente, em jantar organizado pela AMB em Brasília. Até o dia 5 do mesmo mês a Associação divulgará os nomes dos vencedores. No dia 3, também de dezembro, a Comissão Julgadora realiza a reunião final para escolhê-los. Nesta primeira edição, o Prêmio AMB de Jornalismo recebeu inscrições de 108 trabalhos nas duas categorias, de um total de 45 veículos de comunicação. Foram 92 matérias de jornais e 16 de revistas. Ao todo, cerca de 100 jornalistas participaram da iniciativa.

Todas as regiões do país enviaram trabalhos. No Norte foram inscritos sete matérias. No Nordeste, 11, mesmo número do Centro-Oeste. A região Sudeste registrou o maior número de inscrições, com 65. E do Sul vieram 13 matérias.