19/11/2006 16h35 – Atualizado em 19/11/2006 16h35

Estadão.com.br

No Brasil,o aparelho de GPS, sistema de navegação por satélite, que Ajuda o condutor na difícil tarefa de se localizar, ainda não pode ser fixado no painel de veículos.

Segundo o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) ele desvia a atenção do motorista. Se flagrado usando o aparelho no painel, o proprietário está sujeito a multa de R$ 127,além de cinco pontos na carteira.

Apesar desse empecilho, não pára de crescer a oferta de novos aparelhos. De olho no público que visitou o Salão do Automóvel, em outubro, diversas empresas exibiram novidades do setor.

Montadoras e locadoras de veículos já começaram a oferecer veículos com GPS. E agora, ele pode vir junto com o celular. A Mobimax lança o primeiro telefone com GPS integrado, que custa R$4.290. Tem interfone, antena e alto-falante embutidos e permite que a rota seja descrita sem necessidade de visualizar A tela.

Por R$1.950, a Navisys tem inicia a venda de seu aparelho de navegação feito em Taiwan. Para se enquadrar nas normas brasileiras, as indicações de rotas são dadas por meio do sistema de som. “Quase 500 cidades já têm seus mapas digitalizados”, diz Ricardo Monteiro, diretor de vendas da empresa.

A expectativa da companhia é comercializar cerca de 10 mil unidades do aparelho até o final do ano.

O público-alvo são as montadoras e locadoras de veículos. A Navisys tem equipará os carros da Avis. A Hertz é outra locadora que passa a oferecer o aparelho em seus veículos. O custo diário do equipamento, da marca Airis, que traz tela de 3,5 pelegadas e “fala” a rota em 15 idiomas, é de R$ 12 – além do valor da locação do carro.

A empresa espera que o GPS aumente o número de clientes, especialmente entre Aqueles que atualmente optam pelo táxi por medo de se perder em cidades desconhecidas. Atenta ao crescimento do mercado interno, a italiana Avmap chega ao País oferecendo, segundo ela, o aparelho com a maior tela do mercado.

“São 5 polegadas ante as de 3 polegadas dos concorrentes”, diz Gian Lucchetti, sócio da Horizonte, representante da empresa no País.“Estamos otimistas com o Brasil que se tornará em breve um dos maiores mercados mundiais”, prevê.

Outra italiana, a MagnetiMarelli, lança o Easyroad, à venda em autorizadas Fiat, Peugeot, Renault e Volks. Já a Citroën está oferecendo o GPS para os compradores da minivan Picasso, carro que parte de R$ 54.900 (1.6).

O aparelho é, segundo a marca, um dos equipamentos mais desejados pelo brasileiro.

Comentários