11/09/2017 08h37

Flagrante ocorreu durante a operação Independência, em Batayporã

Viviane Pinheiro

Três caçadores foram presos por porte ilegal de arma de fogo e por estarem com um animal abatido e 11 cachorros de caça neste sábado (9), em Batayporã.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), o flagrante ocorreu durante a operação Independência. Durante fiscalização no município, os policiais abordaram três homens que estavam em uma saveiro. Na vistoria, foram encontradas três espingardas, dois rifles calibre 32, um revólver carregado com cinco munições, além de 11 cachorros de raça e 7,5 kg de carne de animal abatido.

Ao serem questionados pela PM, os suspeitos afirmaram que estavam retornando de uma caçada e que o animal foi abatido em uma fazenda da região.

Os infratores que residem nos assentamentos São João e São Luiz receberam voz de prisão e foram encaminhados, juntamente com o material apreendido à delegacia de Polícia Civil de Batayporã , onde foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma. A pena para esse tipo de crime é de dois a quatro anos de detenção.

A carne será periciada. Caso comprove que seja de animal silvestre, os três presos também responderão por crime de caça ilegal, e a pena pode ser de seis meses a um ano de prisão, podendo chegar a mais meio ano de prisão se for animal silvestre e que esteja na lista de espécies em extinção. Além da prisão, os infratores também poderão ser autuados administrativamente e multados em R$ 5 mil se for animal silvestre em extinção e R$ 500,00 se não constar da lista de espécie em extinção.

Armas apreendidas pelos policiais. (Foto:Divulgação/PMA)

Comentários