24.3 C
Três Lagoas
quinta-feira, 27 de janeiro, 2022

CACHIMBO DA PAZ

07/02/2011 23h32 – Atualizado em 07/02/2011 23h32

Quem viu as fotos de Milan, com Márcia Moura e Puccinelli, imagina-se que ambos tenham fumado o cachimbo da paz

A imagem foi registrada na semana passada durante audiência na governadoria

Caldeirão do Bolsão – Ricardo Ojeda

CACHIMBO DA PAZ

Quem viu as fotos do vereador Fernando Milan em companhia da prefeita Márcia Moura e do governador André Puccinelli, além do secretário de Segurança Vantuir Jacini imagina-se que ambos tenham fumado o cachimbo da paz. A imagem foi registrada na semana passada durante audiência na governadoria.

INSÔNIA

Milam e Márcia aparecem sorridentes e de mãos dadas, junto com Puccinelli. A pensar que num passado não tão distante, o ex-presidente da Câmara de Três Lagoas foi um dos motivos de noites de insônia da prefeita. Como a política é dinâmica.

TÁ EXPLICADO

A maioria dos motoristas de outras localidades quando chegam a Três Lagoas reclamam do trânsito. As barbeiragens dos condutores tupiniquins são de arrepiar o cabelo. É de deixar os mais afoitos com os nervos à flor da pele.

PERIPÉCIAS

Pois bem, para averiguar tal situação, o titular do Caldeirão saiu às ruas e pode constatar in loco essa situação. Basta uma volta em um quarteirão movimentado para presenciar as peripécias dos “ases” do volante.

DE TODO TIPO

Existe todo tipo de barbeiragem e abuso às leis de trânsito. Veiculo na contramão, motoqueiro furando o sinal em alta velocidade. Condutor que não gosta de dar passagem e por aí vai.

PROFESSOR RAIMUNDO

Mas o que realmente não dá para entender são os procedimentos de instrutores de autos escolas. Algumas, os instrutores já ensinam o aluno errado. Parando na contramão, fazendo convergência de forma irregular, uns dá a seta para direita e vira para esquerda e por aí vai.

ARMA LETAL

Esse procedimento explica o motivo de tanta barbeiragem ao trânsito da cidade. Seria interessante o Detran fiscalizar com mais rigor as auto escolas. Afinal, veículo é uma necessidade de todos, mas se não for bem conduzido pode tornar-se um arma de alta letalidade.

ALÔ MILTON SILVEIRA

Exemplo disse são a alta incidência de acidente no trânsito. Para ter uma idéia, esse ano o trânsito de Três Lagoas já registrou várias vítimas, algumas delas fatais. Com a palavra o diretor do departamento municipal de Trânsito, Milton Silveira.

LIÇÃO DE CASA

Falando nisso, até uma camionete, de carroceria longa do departamento municipal de Trânsito circulava tranquilamente por volta das 09:30 horas em rua central da cidade. Atrás seguia um corteje de veículos, já que o condutor da camionete seguia pela rua, como se estivesse fazendo turismo. A placa da utilitária de carroceria branca é HSG 0791. Alô Milton Silveira…

IN LOCO

Para constatar in loco, o titular do Caldeirão saiu às ruas onde observou os instrutores dessas empresas ensinando errado, fazendo seus alunos incorrerem no erro de trânsito. Esse procedimento deveria se acompanhado por um fiscal do Detran.

SAIU DA TOCA

Como foi dito no Caldeirão a prefeita Márcia Moura (PMDB) até que enfim saiu da toca. Na manhã dessa segunda-feira, ela deu o ar da graça na cerimônia de posse dos novos servidores municipais.

ESBANJANDO SAÚDE

Sorridente e esbanjando saúde Márcia atendeu a imprensa com aquele sorrido que já lhe é peculiar, não fugiu das perguntas. Sempre bem humorada, fez questão de cumprimentar os secretários que participaram da solenidade com um beijo no rosto, é claro, seguido de um abraço afetuoso.

FACEIRA

Pela felicidade estampada em seu semblante, a prefeita deve ter alguma surpresa para divulgar a comunidade. Ela disse que em breve falará com a imprensa, sem medo e sem receio de responder qualquer tipo de indagação.

POLIVALENTE

Jornalista, advogado, repórter, apresentador de programa, editor de imagens, arte finalista, web designer, diretor de criação e diretor da assessoria de Imprensa de Três Lagoas. Estamos falando de Adriano Faleiros, que nesta segunda-feira, destacou-se em mais uma atividade, a de cerimonial.

DERRAPADA

Foi ele que, muito bem, diga-se de passagem, conduziu o cerimonial do evento de posse dos novos servidores. A única derrapada foi quando deixou o vereador Tonhão sem fazer uso da palavra, mas que foi corrigido pela prefeita Márcia Moura.

NA SURDINA

Não dá para entender. Por que será que a posse do novo secretário de Meio Ambiente foi feito pela manhã na maior surdina. A imprensa só ficou sabendo quando o novo titular da pasta do Meio Ambiente já estava despachando na secretaria.

INDAGAÇÕES

Por que será que a assessoria de Imprensa não avisou os órgãos de Comunicação? Será que foi uma derrapada da equipe do Faleiros, ou uma exigência da prefeita? São coisas que não dá para entender.

EM PROFUNDIDADE

O novo secretário do Meio Ambiente, Mateus Arantes conhece do setor com profundidade. Com absoluta certeza não irá decepcionar. Arantes será responsável também pelo departamento de Agronegócios. Ao novo secretário boa sorte, por que mesmo conhecendo muito bem do setor, substituir o ex-secretário Canela é missão quase impossível. O bom mesmo será conviver diariamente com as misses lotadas naquela pasta. Chega dar inveja…

DE POUCAS PALAVRAS

O titular do Caldeirão até que enfim teve a oportunidade única de ter um tête-à-tête com o secretario de Saúde, Sérgio Jeremias. Sempre com semblante fechado e sem esboçar nenhum sorriso, ele é figura fechada.

CURTO E GROSSO

O titular da coluna indagou o motivo daquela expressão de homem bravo. A resposta. É o meu jeito mesmo e pode ter certeza que só dei porrada em ladrão. Curto e grosso.

SÓ EM 2014

O assessor Jurídico da Prefeitura, Clayton Mendes de Moraes aos poucos vem perdendo a vasta e avantajada protuberância abdominal. Pelo jeito o sacrifício causado pela possante esteira de uma academia no centro da cidade está começando a fazer efeito. Quem sabe, no verão de 2014 ele consiga um corpinho de bailarino espanhol. Arriba!!!

MOTIVAÇÃO

Interessante a maneira de comemorar quando a loja atinge a meta de vendas. Os funcionários da Loja Seller, quando alcança a meta, são agraciados com o hino da vitória, aquele que a Globo tocava quando o inesquecível Airton Senna do Brasil vencia a corrida. O sistema de som da empresa reproduz a música, enquanto os funcionários aplaudem entusiasmadamente.

ABERTURA DOS TRABALHOS

A Câmara de Vereadores de Três Lagoas abre nesta terça-feira (8) as sessões ordinárias de 2011. Os trabalhos serão abertos às 9h. Além dos 10 vereadores, a sessão contará com a presença da prefeita Márcia Moura (PMDB) que, na ocasião, entregará à Câmara a “mensagem” do Executivo para este ano. A leitura da “mensagem” é expediente tradicional na volta dos recessos parlamentares na Câmara.

MENSAGEM DA PREFEITA

Na mensagem, Márcia Moura deve elencar os projetos que a sua gestão – iniciada em 2010 com o afastamento da ex-prefeita Simone Tebet (PMDB) da prefeitura – deve tocar em 2011. A atual prefeita também deve conclamar os vereadores a trabalharem unidos com a prefeitura para que projetos essenciais ao município sejam aprovados no Legislativo.

ATÉ QUE ENFIM

O prefeito eleito de Dourados, Murilo Zauith (DEM) teve que amargar duas derrotas, uma para Laerte Tetila e oura para Ari Artuzi para enfim sagrar-se vitorioso nas urnas. Ele elegeu-se com mais de 80% para comandar a prefeitura nos próximos dois anos. A eleição fora de época aconteceu no domingo passado.

PECHINCHA

A paciência do candidato até que resultou num efeito, digamos de ordem econômica. Zauith investiu pouco mais de R$ 150 mil na campanha. Com uma campanha eleitoral tão franciscana, Murilo previu gastos reais de R$ 150 mil, nem comitê o candidato montou.

COMENTÁRIO DO LEITOR

O promotor do Meio Ambiente, Antonio Carlos Garcia de Oliveira comentou a respeito dos salários dos vereadores, que foi destaque na semana passada aqui no Caldeirão. Abaixo a opinião dele.

NA ÍNTEGRA

Ojeda: Penso que o salário de vereador não é tão ruim assim quanto parece. Normalmente os vereadores já possuem algum trabalho, emprego público, empresa, etc, sendo que o cargo é mero deleite. Vereador não deveria ser emprego. Não possuem horário de trabalho, são remunerados para viajar, acho que recebem auxílio gasolina, paletó, e outros (não sei se aqui tem isso). O fato da “mordida” é um velho costume da política brasileira. Aliás, na eleição a mordida é muito maior para se eleger. Só não consegui entender direito sua ironia com relação aos fabulosos gastos de campanha em face dos ganhos salariais dos parlamentares. Inocente eu.

RÉPLICA

Nobre promotor, não foi ironia não. A intenção foi esclarecer é que o deputado investe grande quantia em dinheiro para eleger-se. Na realidade, o parlamentar quando gasta na campanha faz um investimento sabendo que nos próximos quatro anos a grana investida retornará co juros e correções. Por isso os altos salários e a vultosa aluda de custo. Tudo isso sem contar com uma possibilidade de comissão de alguma empreiteira. Consegui explicar?

FILOSOFANDO

A perseguição obstinada pela felicidade é a receita perfeita para uma vida infeliz. (Donald Campbell)

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.