01/10/2019 14h32

Até carro de som foi usado para alertar a população sobre um projeto que seria votado para aumentar o salário e o número dos vereadores em Três Lagoas; direção da Câmara diz que não existe projeto de lei referente a esses temas

Gisele Berto

O Diretor Geral da Câmara de Vereadores de Três Lagoas, André Ribeiro Bacalá, usou a tribuna hoje, 1, para esclarecer, segundo comunicado da assessoria de imprensa, uma notícia falsa de que os vereadores votariam o aumento dos seus salários e o aumento do número de vagas para vereadores.

Segundo Bacalá, não há projeto de lei referente a aumento de salário ou do número de vereadores, tramitando na Câmara.

A pedido do presidente da Câmara, vereador André Bittencourt, Bacalá se manifestou logo no início da sessão de hoje para falar da divulgação feita nas redes sociais de que havia projetos de lei prevendo aumento de subsídio dos vereadores e do número de cadeiras, na Casa de Leis.

“Fomos pegos de surpresa, ontem, com esta notícia. E, inclusive ficamos admirados com a divulgação, dessa informação falsa, até mesmo via carro de som, nas ruas da cidade”, frisou Bacalá.

Ele aproveitou a oportunidade para lembrar que qualquer uma das propostas exige previsão orçamentária e análise de impacto financeiro, para os próximos cinco anos, como prevê a legislação vigente.

O diretor lebrou que aumentando ou diminuindo o número de vereadores o duodécimo continuará sendo o mesmo, ou seja, o custo para o município não muda.

Bacalá ainda disse que será aberto um Boletim de Ocorrência para que se investigue quem fez a divulgação errada da tramitação dos projetos. “Temos que dar um basta e quem divulgou terá que se responsabilizado”, ressaltou.

O presidente da Câmara, André Bittencourt, afirmou que quem fez a divulgação errada deve ser responsabilizado, disse que quer ouvir a população sobre a questão e deverá realizar, inclusive, uma Audiência Pública.

Foto: Divulgação

Comentários