21/09/2017 07h55

A proposta consiste em recolher gravações históricas e recentes das vozes dos locutores e radialistas do Estado

Redação

O Museu da Imagem e do Som, lança, nesta quinta-feira (21), às 9 horas, a Campanha Radiofônica, que busca preservar a memória do rádio produzido em Mato Grosso do Sul. A porposta consiste em recolher gravações históricas e recentes das vozes dos locutores e radialistas do Estado, de alguns dos principais programas e comerciais que foram veiculados ao longo dos 40 anos do Estado em emissoras regionais.

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão, Televisão, Publicidade e Similares está à frente do projeto, e é a instituição responsável por recolher os registros, que vão ser doados ao MIS visando à preservação da história radiofônica no Estado. “Vamos buscar junto às rádios, aos radialistas, locutores e também parentes dos profissionais que já se foram, esses registros e posteriormente vamos fazer a entrega para o Museu. Cada radialista tem o seu próprio estilo e vai poder selecionar um programa seu gravado ou fazer uma gravação específica para o projeto, com mensagem comemorativa aos 40 anos de Mato Grosso do Sul. Alguns até têm material pronto, pois noticiaram a criação do Estado de Mato Grosso do Sul”, diz Rose Borges, presidente do SinterCom.

Vão compor esta memória, além do áudio gravado, uma biografia e fotografias dos locutores participantes. A coleta vai ser feita até o dia 4 de outubro. No evento deste dia 21, vai ser feita uma gravação simbólica para marcar o início da campanha. “O radialista Ricardo Ortiz, da Rádio Mega, vai dar início à campanha fazendo a primeira gravação no MIS no dia do lançamento, nesta quinta-feira”.

Para o Museu da Imagem e do Som, a campanha é uma forma de reconhecer a radiodifusão como importante meio de comunicação e parte importante da história do Estado, cuja memória está salvaguardada na instituição e cujo acervo será enriquecido com a doação do material coletado.

*Notícias MS

No evento deste dia 21, vai ser feita uma gravação simbólica para marcar o início da campanha. (Foto: Divulgação/Assessoria)

Comentários