24/04/2013 14h25 – Atualizado em 24/04/2013 14h25

São R$ 30 mil do Ministério da Saúde para o Projeto Vida Limpa

O projeto consiste no aproveitamento de óleo usado de cozinha para produção de sabão líquido

Ricardo Mendes

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da coordenação do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD), da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou nesta semana os preparativos para implantação do Projeto Vida Limpa, envolvendo todos os pacientes, dependentes de álcool e drogas, assistidos por essa unidade.

Para a execução desse Projeto, “recebemos repasse de R$ 30 mil, recursos do Ministério da Saúde, porque o ‘Vida Limpa’, além de englobar ações de preservação ambiental, é um projeto terapêutico e de inclusão social dos nossos pacientes assistidos”, destacou o coordenador do CAPS-AD, Afrânio Augusto Alencar Azambuja.

O Projeto Vida Limpa consiste na coleta e aproveitamento do óleo usado de cozinha para a produção de sabão líquido. “Tudo isso, usando técnicas ambientalmente corretas e também como terapia ocupacional e até inclusão social”, ressaltou Afrânio.

Os recursos obtidos pela venda do sabão líquido serão revertidos aos pacientes na compra de materiais de outras atividades ocupacionais, como viagens de passeio assistidas, esporte e lazer, entre outras.

De início, o sabão líquido produzido será usado pela Prefeitura de Três Lagoas na limpeza das repartições públicas municipais e o “excedente poderá também ser comercializado com a iniciativa privada, comércio, empresas e particulares”, informou Afrânio.

A coleta de óleo usado de cozinha, que deve ser armazenado em garrafas plásticas tipo pet, já começou. “Por enquanto, o único ponto de coleta que temos é na Avenida Eloy Chaves, número 820, no Centro, onde está instalado o CAPS-AD”, explicou o coordenador, solicitando também o apoio de toda a população para o sucesso do Projeto.

Qualquer dúvida sobre o Projeto Vida Limpa, do CAPS-AD, e informações de como proceder para entrega do óleo usado podem também ser obtidas pelo telef

Os recursos obtidos pela venda do sabão líquido serão revertidos aos pacientes na compra de materiais de outras atividades ocupacionais (Foto: Assessoria de Comunicação)

Comentários