30/10/2015 17h27 – Atualizado em 30/10/2015 17h27

Auditório móvel do Canal Rural passará por Chapadão do Sul, São Gabriel do Oeste, Dourados e Amambai, levando informação gratuita aos sojicultores

Da Redação

Mato Grosso do Sul recebe a visita da Caravana Soja Brasil nos dias 3 a 7 de novembro. O Estado é o terceiro maior produtor de soja no ranking nacional. O auditório móvel circulará por principais cidades produtoras do grão no Brasil. Na safra 2014/2015, a produção local foi de sete milhões de toneladas do grão. A estimativa para o ano que vem é obter crescimento de 4,5%.

Os sojicultores de Chapadão do Sul, São Gabriel do Oeste, Dourados e Amambai receberão informações de qualidade e capacitação técnica gratuita nesta edição do projeto. “Temos a missão de fazer com que o produtor de soja produza mais e melhor, com sustentabilidade e atendendo às demandas do mercado nacional e internacional”, destaca Christiano Bortolotto, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Mato Grosso do Sul (Aprosoja-MS).

Na programação estão previstas palestras que atendem aos desafios específicos da região, como manejo de pragas e gestão econômica, social e ambiental da soja, entre outros assuntos relevantes, incluindo crédito rural, fertilidade e produtividade do solo.

A Caravana faz parte do Projeto Soja Brasil, realizado pelo Canal Rural e Aprosoja Brasil. Será acompanhada pela Expedição Soja Brasil, formada por equipes de jornalismo do Canal Rural, que têm o objetivo de contar, por meio de conteúdo multiplataforma, todos os detalhes do desenvolvimento da safra de soja nas principais regiões produtoras do país. Os repórteres também visitarão produtores rurais a fim de produzir matérias sobre os principais desafios do cultivo de soja.

Em Mato Grosso do Sul, o projeto tem a parceria da Aprosoja Mato Grosso do Sul, da Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul (Famasul), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MS), da Fundação MS, da Fundação Chapadão e dos sindicatos rurais de cada um dos municípios visitados.

(*) SEPAF MS

Estão previstas palestras que atendem aos desafios específicos da região (Foto:Reprodução)

Comentários