23/06/2017 08h49

Um batedor que passava constantemente pelo local na hora do flagrante foi preso

Flávio Veras

Uma carreta foi abandonada, ontem (22), com 30 mil caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai, em Brasilândia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um batedor que, conduzia um moto< passava constantemente pelo local na hora do flagrante. devido a atitude suspeita, os policiais aboraram ele e o prendeu por receptação e adulteração de sinal identificador de veículo.

Ainda de acordo com informações do órgão, uma guarnição visualizou o caminhão saindo abruptamente da BR-158. Provavelmente o motorista tenha visto a viatura. Após o fato, a equipe realizou buscas em locais perto da rodovia e encontrou veículo estacionada e abandonado pelo condutor na Rua Dom Pedro I.

A equipe realizou uma vistoria externa nos elementos identificadores dos veículos e constatou indícios de adulteração nos sinais de identificação. Em seguida, foi levantada a lona do veículo semirreboque aproximadamente 600 caixas que equivalem a 30 mil pacotes. O valor estimado dela é de R$ 540 mil.

Os PRFs também perceberam que uma motocicleta passava constantemente nas proximidades do veículo carregado com cigarros e realizou a abordagem dela. O condutor, de 23 anos, apresentou nervosismo e contradições nas respostas às perguntas policiais. Posteriormente ele confessou que recebeu R$800,00 para realizar o serviço de batedor da carga.

Após inspecionar a moto e a carreta, os policiais verificaram que ambos tinham problema enquanto numeração. O caminhão de carga era clonado e possuía como placas originais OHT-4187, Vilhena/RO, com registro de roubo.

A carga contrabandeada, os veículos, os documentos com sinais de inautenticidade e o preso foram encaminhados para a Polícia Federal de Três Lagoas.

Carreta era clonada era clonado e foi roubado em Porto Velho (RO)(Foto: PRF/Divulgação)

Comentários