Após acompanhamento Tático DOF apreende veículo com Skank durante a Operação Hórus. A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira

Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) apreenderam, na noite de ontem, um veículo VW Gol prata, com placas de Três Lagoas (MS), carregado com 62 pacotes de Skank com peso total de 16,3 quilos.

A apreensão ocorreu em virtude da Operação Hórus da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Os policiais militares do DOF patrulhavam uma estrada vicinal e deram ordem de parada ao veículo Gol. Mesmo com a utilização de sinais sonoros e luminosos, o condutor desobedeceu à ordem de parada e fugiu.

Durante o acompanhamento tático, por cerca de cinco quilômetros, os policiais localizaram o veículo abandonado às margens da estrada, porém não foi possível fazer a prisão do condutor.  

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron).

SUPERMACONHA

De acordo om a Química, Líria Alves, o Skank (também conhecida como supermaconha e skunk) é uma droga mais potente que a maconha, ambas são retiradas da espécie Cannabis sativa e, por esse motivo, possuem em suas composições o mesmo princípio ativo – THC (Tetra-hidro-canabinol).

O que torna o Skank uma forma mais concentrada de entorpecente?

A diferença é proveniente do cultivo da planta em laboratório. O preparo da Cannabis sativa para obtenção do Skank é feito em estufas com tecnologia hidropônica (plantação em água).

Segundo estudos, no skank há um índice de THC sete vezes maior que na maconha. A porcentagem chega até 17,5%, sendo que na maconha é de 2,5%. Sendo assim, a quantidade necessária para entorpecer o indivíduo é bem menor.

Ações no organismo: A droga começa a ser absorvida pelo fígado até que o composto THC alcance o cérebro e o aparelho reprodutor.

Efeitos colaterais: como já foi dito, a espécie Skank é mais entorpecente que a maconha, seu uso leva a alterações da serotonina e da dopamina no organismo, e fazem o indivíduo ter dificuldades de concentração por provocar danos aos neurônios. Provoca também lapsos de memória e afeta a coordenação motora.

Em geral, os efeitos da droga Skank são semelhantes aos da maconha: excitação, aumento de apetite por doces, olhos vermelhos, pupilas dilatadas, alucinações e distúrbios na percepção de tempo e espaço.

(*) Assessoria DOF

Comentários