25/03/2012 15h36 – Atualizado em 25/03/2012 15h36

Pico de energia desliga semáforo e causa acidente no cruzamento da Ranulfo com Olinto Mancini

Com semáforo sem funcionar, Fiat avança preferencial e acaba lançado em poste por uma carreta

Edmir Conceição

Um veículo Fat Uno, placa BNJ 7558, de Três Lagoas, bateu nas rodas de uma carreta que trafegava na avenida Ranulfo Marques Leal (contorno da BR-262), no sentido Centro-divisa com SP, no cruzamento com a avenida Capitão Olinto Mancini. Após o impacto, a carreta arrastou o Fiat por três metros e lançou o carro sobre um poste de energia. O acidente aconteceu por volta das 11h40.

Apesar do impacto, o motorista do Fiat saiu ileso do acidente, mas ficou bastante abalado. Pelas normas do trânsito, mesmo com o semáforo desligado ou em pisca de alerta, como era o caso, vale a preferência. No cruzamento do Cristo, a preferência é de quem trafega pelo prolongamento da BR, a avenida Ranulfo Marques Leal, nos dois sentidos de direção. O Fiat seguia no sentido Bairro-Centro e não parou no cruzamento.

O motorista da carreta – placas HSI 0716 (cavalo) e HRS 7992 – de Campo Grande, parou quase uma quadra depois. A PRF atendeu a ocorrência e constatou pelo bafômetro que nenhum dos condutores estava sob efeito de bebida alcoólica. Os dois condutores pediram que não tivessem seus nomes divulgados.

PICOS DE ENERGIA

Semáforos desligaram ontem em vários pontos de Três Lagoas, por causa de um ‘pico de energia’. Desde o sábado à noite a cidade sofre picos de energia.

No cruzamento onde ocorreu o acidente neste domingo, o semáforo está com defeito desde a semana passada.Na sexta-feira a Prefeitura fez reparos no equipamento, mas ele desarmou por causa da queda de energia.

De acordo com informações técnicas da concessionária, os picos de energia são interferências de árvores, ou pipas, entre outros agentes, nas redes elétricas, muito comuns entre as estações do verão e outono.

Um equipamento chamado religador protege o sistema elétrico quando percebe falha e para evitar o desligamento de longos trechos da rede, desliga e religa, automaticamente, por até três vezes.

As normas técnicas da concessionária garantem que os chamados picos de energia não causam problemas a equipamentos elétricos. O que pode acontecer com os cortes abruptos é a possibilidade de perda de arquivos que ainda não estejam armazenados na memória dos computadores.

Se algum arquivo ou programa estiver sendo processado ou atualizado neste momento, a operação será interrompida bruscamente, e o equipamento desligado. Dados que estejam em memória de trabalho e ainda não armazenados (salvos) são perdidos.

Após bater em rodas de carreta, Fiat achata a frente em poste de energia. (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários