Ela teria participado do estupro como “prova de amor”; exame confirmou a violência sexual

Um casal foi linchado por populares na cidade de São Fidélis, no Rio de Janeiro, na noite de segunda, 9, após vizinhos relatarem que a mulher teria “oferecido” a criança, de apenas sete anos e sua filha, para o namorado estuprar, como “prova de amor”.

O caso viralizou nas redes sociais e, em pouco tempo, vizinhos e conhecidos passaram a compartilhar detalhes do caso.

Após as mensagens se espalharem, o casal foi identificado, a casa onde eles estavam foi invadida, o suspeito foi espancado e o local depredado. Ambos conseguiram fugir e se esconderam na casa de um vizinho.

Segundo informações publicadas pelo Último Segundo, a polícia foi até o local após denúncias sobre a invasão e levaram o casal para uma unidade de saúde para fazer exames. Em sequência, eles foram levados até a 141ª delegacia policial para prestarem depoimento.

Populares indignados cercaram a delegacia. Confira o vídeo:

De acordo com informações publicadas pelo G1, o delegado responsável pelas investigações, Rodolfo Maravilha, disse que a criança foi levada por parentes à delegacia na semana passada porque teria sofrido abuso sexual. Um boletim de atendimento médico e o exame de corpo de delito apontaram indícios de violência sexual.

A Polícia Civil ainda investiga se o crime de fato aconteceu e quem seria o responsável pelo possível abuso.

Ainda de acordo com a polícia, testemunhas foram ouvidas, incluindo a mãe da menina, que tinha a guarda da criança, e o namorado dela. Parentes acusam os dois de serem os autores do crime. Ambos negaram as acusações e aguardam o andamento das investigações em liberdade.

Comentários