03/05/2016 18h29 – Atualizado em 03/05/2016 18h29

Produto é uma das principais formas para evitar à transmissão do o vírus Influenza A (H1N1)

Ariane Pontes

Usado para higienizar as mãos e uma das formas mais indicadas para evitar o vírus Influenza A (H1N1), o álcool em gel, virou um dos produtos mais procurados nas farmácias de Três Lagoas. A venda do item aumentou consideravelmente nas últimas semanas na cidade.

Todos os estabelecimentos pesquisados pelo Perfil News disseram que a procura por álcool em gel foi significativa, em alguns locais o aumento já é de 50% comparado ao mês anterior.

De acordo com os responsáveis pelas farmácias, depois da divulgação da suspeita, que posteriormente foi confirmada de um óbito por gripe H1N1 em Três Lagoas, a comercialização disparou.

Em média as vendas aumentaram mais de 35%, nessas duas últimas semanas. Um dos estabelecimentos pesquisados disse vender mais de 10 unidades por dia, número bem superior comparado a outras épocas do ano.

ÓBITO

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta segunda-feira, o primeiro caso de óbito por H1N1 em Três Lagoas. Os exames realizados no Laboratório Central (LACEN) de Campo Grande (MS) deu positivo para o vírus. A vítima que faleceu no dia 15 de abril é uma mulher de 30 anos, moradora do bairro Interlagos.

O município teve 10 casos notificados da doença, sendo quatro negativos, dois positivos (incluindo o de óbito), e outros quatro ainda aguardam resultado, as informações constam no Boletim Epidemiológico, divulgado no dia 3, pela prefeitura de Três Lagoas.

Município confirmou primeiro caso de óbito por H1N1. (Foto: Internet).

Comentários