Adesão ao nome do tucano já tem o apoio de 13 vereadores dos 17 vereadores que se reuniram na manhã desta quinta-feira na sede do diretório do PSDB

De acordo com o Regimento Interno da Câmara de Três Lagoas, a eleição da Mesa Diretora para o primeiro biênio de uma nova legislatura ocorre no dia 1º de janeiro, logo após a posse dos vereadores. No passado, as articulações para se chegar a um nome de consenso para presidência ocorria na véspera ou mesmo no dia votação.

Há alguns anos, entretanto, a definição do presidente tem ocorrido bem antes da eleição propriamente dita. E neste ano não será diferente.

Em reunião na sede do PSDB, nesta quinta-feira (19), cinco partidos políticos já firmaram compromisso em torno do nome do tucano Cassiano Maia para assumir a presidência da Casa no biênio 2021/2022.

Representando estas legendas, 13 vereadores já se comprometeram em votar no Cassiano. E a tendência é que a ascensão dele à presidência da Câmara seja pelos votos da unanimidade dos parlamentares.

Entre outros motivos, o que teria levado os vereadores a optar pelo nome de Cassiano, é o fato de ter sido o mais votado no último dia 15, representando a aprovação de significativa parcela da população três-lagoense.  Ele obteve 2.167 votos, a segunda maior votação da história de Três Lagoas.

Filho do ex-vereador Adir Pires Maia, Cassiano Rojas Maia, 44 anos, é médico, natural de Três Lagoas e esta é a primeira vez que concorre a um cargo político eletivo. Antes, ele foi secretário municipal da atual administração do prefeito Angelo Guerreiro. Iniciou como secretário de Saúde, passou pela Pasta de Finanças e foi secretário-geral até o dia em que se desincompatibilizou para disputar a vereança.

Comentários