07/10/2013 09h24 – Atualizado em 07/10/2013 09h24

Cassilândia recebe salas de aula móveis do Senai Educa e oferece 2 cursos gratuitos

Ao todo são 80 vagas nos cursos de aplicador de revestimento cerâmico e eletricista predial

Da Redação

O Senai Educa, maior programa de formação profissional de Mato Grosso do Sul, iniciou em Cassilândia os cursos gratuitos de aplicador de revestimento cerâmico e eletricista predial, que estão sendo oferecidos em duas salas de aula móveis de um total de 92 adquiridas pelo Sistema Fiems para ampliar o acesso aos 269 cursos gratuitos de qualificação profissional disponibilizados em 46 município, totalizando 67.602 vagas. Trata-se da 7ª cidade a receber esses novos ambientes de qualificação, sendo a 1ª Eldorado, a 2ª foi Naviraí, a 3ª Brasilândia, a 4ª Bataguassu, a 5ª Coxim e a 6ª Nova Andradina.

Segundo coordenador pedagógico do FatecSenai Três Lagoas, Paulo Ubirajara da Silva, as duas salas de aula móveis estão montadas na área da Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi de Cassilândia, localizada na Avenida Juracy Lucas, na Vila Pernambuco. “Ao todos são 80 vagas, das quais 40 são para o curso de aplicador de revestimento cerâmico e as outras 40 para o curso de eletricista predial”, informou, acrescentando que os cursos oferecidos atendem a demanda do município.

ALUNOS

A aluna do curso de aplicador de revestimento cerâmico Inácia Aparecida Cândida da Silva, 41 anos, é dona de casa e quer utilizar os conhecimentos adquiridos em sala para benefício próprio, além de ter uma oportunidade no mercado de trabalho. “A princípio, o objetivo era para construir minha residência, mas sei que posso encontrar uma boa chance de trabalhar fora”, disse. Já a também aluna do curso de aplicador de revestimento cerâmico Marta Nunes Lanhelas, 31 anos, está motivada a deixar de lado os deveres do lar para ganhar uma renda extra. “Quero exercer trabalho autônomo e somar com os rendimentos da casa”, falou.

O aluno do curso de eletricista predial, Valcinoel Rezende Melo, 39 anos, busca por novos mercados e quer expandir seus conhecimentos. “Hoje sou autônomo e quero ganhar mais estabilidade”, afirmou. Para Armando Machado de Souza, 41 anos, o curso de eletricista predial é uma oportunidade de conquistar seu espaço profissional. “Atualmente estou desempregado, mas desejo melhorar profissionalmente, por isso é importante buscar a qualificação”, declarou.

ESTRUTURA

Dos 92 containers salas de aula adquiridos para o Senai Educa, 28 têm capacidade para 40 alunos cada, enquanto 19 podem receber até 20 alunos cada, 5 vão servir de laboratórios de informática com capacidade para 16 alunos cada, outros 10 containers são multifuncionais, servindo tanto para sala de aula, quanto para laboratório, e os 30 restantes são almoxarifados. “Por meio dessa nossa nova ferramenta de qualificação, vamos criar uma base regional de mão de obra capacitada e esse estoque de profissionais vai suprir as necessidades das indústrias instaladas no Estado”, declarou o presidente da Fiems, Sérgio Longen.

Para este ano, o Senai Educa ofertou 67.602 vagas e, até julho deste ano, 44.115 delas já foram preenchidas, ou seja, 65,25%, restando ainda 23.487 vagas distribuídas pelas cidades de Água Clara, Amambai, Anastácio, Angélica, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Brasilândia, Caarapó, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Deodápolis, Dourados, Eldorado, Glória de Dourados, Inocência, Ivinhema, Jardim, Ladário, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paranhos, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Verde, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Selvíria, Sidrolândia, Sonora, Terenos e Três Lagoas.

(*) Com informações de Assecom Senai

As duas salas de aula móveis estão montadas na área da Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi de Cassilândia (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários