03/04/2014 11h56 – Atualizado em 03/04/2014 11h56

A concessionária vai administrar 847,2 km, entre os municípios de Mundo Novo e Sonora, por um prazo de 30 anos, sendo que nos primeiros cinco anos a estimativa é de gerar pelo menos 4 mil empregos

Da Redação

Investimentos, geração de emprego e todo cronograma da duplicação dos 847,2 quilômetros da BR-163 em Mato Grosso do Sul foram apresentados à Diretoria da Fiems pela CCR MS Via nesta quarta-feira (02/04) durante reunião no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS). Na avaliação do vice-presidente da Fiems, Alonso Resende do Nascimento, a apresentação permitiu o conhecimento detalhado sobre o trabalho que será desenvolvido. “A contribuição do Sistema pode contribuir para este trabalho inédito em Mato Grosso do Sul”, disse.

A concessionária vai administrar 847,2 km, entre os municípios de Mundo Novo e Sonora, por um prazo de 30 anos, sendo que nos primeiros cinco anos a estimativa é de gerar pelo menos 4 mil empregos. A BR-163 é uma das principais rodovias de Mato Grosso do Sul e foi apontada como o gargalo mais crítico pelo Projeto Centro-Oeste Competitivo, encomendado pela Fiems e Famasul, com apoio da CNI e CNA.

“Verificamos que o cronograma é bastante audacioso e a Fiems colocou toda a sua estrutura à disposição para ser um facilitador desse processo e, assim, possa efetivamente ser realizada a duplicação dessa rodovia, conseguindo reduzir os custos do frete. Por mais que se tenha a cobrança de pedágio, que o setor produtivo consiga dar agilidade no escoamento da produção de Mato Grosso do Sul”, acrescentou o diretor-corporativo da Fiems, Jaime Verruck.

Para o presidente da CCR MS Via, Maurício Soares Negrão, a aproximação com o Sistema Fiems é de grande valia para a empresa. “Para nós é muito importante a questão dos relacionamentos com a sociedade civil organizada. Deveremos criar cerca de 4 mil empregos, pelo menos durante os cinco anos da fase de implantação da duplicação da BR-163, e essa participação nossa junto à Fiems será importante para o processo”, declarou.

Também participaram do encontro o presidente do Coinfra (Conselho Temático Permanente de Infraestrutura) da Fiems, Kleber Recalde, o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, o superintendente do Sebrae/MS, Cláudio Mendonça, e o chefe de relações institucionais da empresa, Claudeir Mata.

(*) Com informações de Assecom Fiems

A BR-163 é uma das principais rodovias de Mato Grosso do Sul e foi apontada como o gargalo mais crítico pelo Projeto Centro-Oeste Competitivo, encomendado pela Fiems e Famasul, com apoio da CNI e CNA (Foto: DIvulgação/Assecom)

Deveremos criar cerca de 4 mil empregos, pelo menos durante os cinco anos da fase de implantação da duplicação da BR-163 (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários