18/04/2018 14h14

Ação tem como objetivo buscar uma educação de qualidade para as crianças do berçário ao 3º ano com os CEIs “Irmã Sheila” e “Clementina Carrato”

Redação

Visando criar uma aproximação com outras Unidades da Rede Municipal de Ensino (REME) e desenvolver um trabalho diferenciado com os alunos do Maternal III ao Pré II, o Centro de Educação Infantil (CEI) “Maria Aparecida do Nascimento Castro” de Três Lagoas realizou na última terça-feira (17) mais uma Formação Continuada com os CEIs “Irmã Sheila” que acolhe crianças do Pré I ao 3º ano e “Clementina Carrato” com crianças de zero aos três anos.

Segundo a coordenadora, Janaína Alessandra Alves Ferreira, aproximadamente 60 profissionais das três Unidades se reuniram no CEI “Irmã Sheila” para tratar do assunto “Infância”. “Além de montarmos um painel de ideias, pedimos aos participantes para trazerem objetos que remetessem à sua infância para discutirmos sobre as crianças que fomos, os adultos que nos tornamos e as crianças que formaremos”, explicou.

Os encontros são realizados quinzenalmente em uma das Unidades cujo tema é escolhido para ser desenvolvido. Para Janaina, “as formações são essenciais para a carreira do professor que precisa buscar conhecimento e especialização para trabalhar com as crianças que estão cada dia mais evoluídas. Nossas crianças não são mais as crianças que um dia fomos; elas são tecnológicas, pesquisadoras e precisamos evoluir para levar a elas uma educação de qualidade”, informou.

PROJETOS

Além de formações continuadas, o CEI “Maria Aparecida do Nascimento Castro” desenvolve outros dois projetos envolvendo os 570 alunos, incluindo os da extensão do Distrito de Arapuá, de 3 a 5 anos: o Projeto Leitura e o Projeto de Arte: Fazendo Arte com Zé Miguel.

O primeiro, realizado há quatro anos pela Unidade, já é considerado uma tradição segundo a coordenadora que explicou, ainda, se tratar de um projeto de incentivo a leitura tanto das crianças quantos dos familiares que participam em conjunto ao fazer a atividade com os filhos em casa.

“Os alunos levam um livro e o caderno de atividades para casa para trabalharem com os pais. A leitura é fundamental para estas crianças formarem uma visão de mundo; incentiva a imaginação, favorece o raciocínio e lhes dá a oportunidade de criarem vivências e experiências diferentes das que vivem. Fazendo isso em família os incentiva também a viverem esta experiência”, explicou.

Já o “Fazendo Arte com Zé Miguel” é um projeto cuja escola escolhe todos os anos um artista para trabalhar em todos os eixos da educação com as crianças. Este ano os profissionais da Unidade se reuniram e ao conversar com a equipe da Diretoria de Cultura da Cidade resolveram escolher o “Zé Miguel” para ser o personagem principal.

“Trabalhamos o artista em todas as disciplinas e com o Maternal III, por exemplo, ao trabalhar sobre os animais em sala de aula, levamos os alunos para a Lagoa para eles verem de perto o que conheceram nos livros e nas histórias que contamos”, concluiu.

(*) Assessoria de Comunicação

Os encontros são realizados quinzenalmente em uma das Unidades (Foto/Assessoria)

Comentários