01/04/2014 12h42 – Atualizado em 01/04/2014 12h42

Levantamento do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar indica expansão de 7,3% no número de beneficiários em 2013 ante 2012

Da Redação

A região Centro-Oeste do Brasil registrou o maior crescimento no total de beneficiários de planos de saúde ao longo de 2013, saltando de 2,7 milhões de vínculos em dezembro de 2012 para 2,9 milhões no mesmo mês de 2013. Um avanço de 7,3% no período. Os dados constam do boletim “Saúde Suplementar em Números”, produzido pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) com as informações que acabam de ser atualizadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O boletim está disponível em http://www.iess.org.br/.

Luiz Augusto Carneiro, superintendente-executivo do IESS, destaca que o resultado expressivo na região a aproxima à média de cobertura nacional, de 25,9% da população. “O Centro-Oeste representa apenas 5,7% do total nacional dos vínculos de planos de saúde. Entendemos que a região tem plenas condições de evoluir muito nos próximos anos”, estima.

No País, o ano fechou com 50,3 milhões de beneficiários, um crescimento de 4,6% no acumulado de 12 meses. Em 2013, o mercado nacional foi impulsionado, principalmente, pelos planos coletivos empresariais, que, no País, registram um crescimento de 1,6% no último trimestre e de 6,7% em 12 meses.

Na visão de Carneiro, uma das hipóteses que justificam esse comportamento é o aumento das contratações de planos empresariais por pequenas e médias empresas (PMEs). “Esse é um nicho que tem registrado crescimento nos últimos anos e as operadoras passaram a oferecer produtos direcionados às PMEs”, observa. “Além disso, apesar do baixo crescimento da economia brasileira, o mercado de trabalho tem se mantido estável e isso influencia a contratação de planos”, acrescenta.

IESS

O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. O Instituto busca preparar o Brasil para enfrentar os desafios do financiamento à saúde, como também para aproveitar as imensas oportunidades e avanços no setor em benefício de todos que colaboram com a promoção da saúde e de todos os cidadãos. O IESS é uma referência nacional em estudos de saúde suplementar pela excelência técnica e independência, pela produção de estatísticas, propostas de políticas e a promoção de debates que levem à sustentabilidade da saúde suplementar.

(*) Com informações de Assessoria de Comunicação

Comentários