04/04/2014 17h42 – Atualizado em 04/04/2014 17h42

O deputado estadual Amarildo Cruz relatou os principais problemas constatados durante os trabalhos da CPI da Saúde em MS

Da Redação

O deputado estadual Amarildo Cruz (PT) esteve nessa sexta-feira (4) na cidade de Corumbá, onde realizou a prestação de contas da Comissão Parlamentar de Inquérito da Saúde. Pelo menos 100 pessoas estiveram na Câmara Municipal para acompanhar a reunião. A CPI foi realizada no ano passado, durante seis meses, e investigou repasses do Sistema Único de Saúde (SUS) para 11 municípios de Mato Grosso do Sul. A prestação de contas já foi realizada em Dourados e Coxim.

Na reunião o deputado estadual Amarildo Cruz relatou os principais problemas constatados durante os trabalhos da CPI da Saúde em MS; falta de médicos especialistas no interior de MS, profissionais que não cumprem a carga horária determinada, falta de equipamentos e medicamentos, privatização da saúde pública, dificuldade de atuação dos conselhos municipais de saúde, falta de repasses da União e do Governo do Estado aos municípios, má gestão de recursos públicos repassados, vinda de pacientes estrangeiros para receber atendimento médico nas cidades de fronteira, o que acaba aumentando as despesas com saúde nessas localidades, falta de leitos médicos em alguns hospitais e estruturas precárias em algumas unidades de saúde de MS, entre outros.

Além disso, o deputado estadual Amarildo Cruz destacou à população que acompanhou a reunião quais foram às conquistas obtidas com a criação da CPI, entre elas: mudança de gestores ligados à saúde em Mato Grosso do Sul, mudança de gestores ligados ao Hospital Regional de Campo Grande, criação pelo Governo do Estado de uma Comissão para rever todos os contratos do Hospital Regional de Campo Grande, abertura do Pronto Atendimento Médico do Hospital Regional de Campo Grande, retomada da obra da Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Moreninhas II, que devia ter sido inaugurada há mais de um ano, celebração de convênio do Governo do Estado com a Santa Casa de Campo Grande, o qual prevê repasse à entidade de 84 parcelas mensais de R$ 750 mil, mudanças na presidência do Hospital do Câncer e do Hospital Universitário, ambos em Campo Grande, redução do valor de contratos na ordem de até 60% do Hospital Universitário de Campo Grande, voto em separado do deputado estadual Amarildo Cruz pedindo indiciamentos e devolução de recursos públicos gastos indevidamente, aprovação do projeto que obriga a fixação, em local visível, da escala de profissionais que trabalham no plantão dos hospitais e postos de saúde de todo o Estado e o fortalecimento da cidadania, com ampla participação das entidades representativas ligadas à saúde.

Conforme o deputado Amarildo Cruz, a reunião foi extremamente importante, pois contou com a presença de representantes da sociedade. “Alcançamos o nosso objetivo, que é mostrar à população aquilo que apuramos e quais as conquistas alcançadas com a investigação da Assembleia Legislativa. As pessoas que residem nas cidades investigadas precisam tomar conhecimento sobre como está à saúde no seu município. Temos obrigação de fazer essa prestação de contas nas 11 cidades investigadas”, finalizou.

CPI DA SAÚDE EM MS

A CPI foi a maior investigação já realizada na saúde de Mato Grosso do Sul. Em seis meses de trabalho mais de 100 pessoas foram ouvidas em 11 cidades do Estado. Mais de 70 mil páginas de informações foram catalogadas por uma equipe composta de 19 técnicos.

Todo o material da investigação foi encaminhado ao Ministério Público Estadual, ao Ministério Público Federal, Polícia Federal, Controladoria Geral da União, Denasus, Governo do Estado e Ministério da Saúde. Ao final dos trabalhos o deputado Amarildo Cruz apresentou um voto em separado ao relatório final e pediu indiciamentos e a devolução de recursos públicos gastos indevidamente.

(*) Com informações de Assessoria de Comunicação

Conforme o deputado Amarildo Cruz, a reunião foi extremamente importante, pois contou com a presença de representantes da sociedade (Foto: Divulgação/Assecom)

Na reunião o deputado estadual Amarildo Cruz relatou os principais problemas constatados durante os trabalhos da CPI da Saúde em MS (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários