24/09/2019 07h45

Devido ao baixo índice de comparecimento, Justiça Eleitoral convocou uma audiência pública, que será realizada amanhã na Câmara dos Vereadores

Gisele Berto

A Justiça Eleitoral convocou para amanhã, 25, uma audiência pública na Câmara dos Vereadores de Três Lagoas. A razão é o baixo índice de comparecimento dos eleitores ao cartório eleitoral para o cadastramento biométrico.

Segundo dados do TRE, apenas 40% dos eleitores da cidade realizaram o procedimento, obrigatório para as próximas eleições. Faltam 15 dias para o encerramento do prazo, que acontece em 8 de outubro.

Quem não realizar o cadastramento pode ter o título cancelado. O título de eleitor é documento oficial e obrigatório para votar e ser votado, emitir passaporte, realizar matrícula em instituições de ensino público, contrair empréstimos em bancos oficiais, tomar posse em cargo público, receber salário (se for servidor público). Seu cancelamento acarreta até mesmo em restrições no CPF.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Devem estar presentes à Audiência Pública os Juízes da 9ª e 51ª Zonas Eleitorais, Dra. Aline Beatriz de Oliveira Lacerda e Dr. Rodrigo Pedrini Marcos, respectivamente, o Prefeito Angelo Guerreiro, o Presidente da Câmara Municipal, André Bittencourt, vereadores, representantes de partidos políticos, membros do Ministério Público, Defensores Públicos, Ordem do Advogados do Brasil e entidades representativas da sociedade.

A reunião tem o objetivo de sensibilizar e mobilizar eleitores, classe política e demais segmentos da sociedade três-lagoense sobre a importância do cadastramento biométrico eleitoral e das consequências da não participação dos eleitores.

Deve realizar o cadastramento todos os eleitores regularmente inscritos no município, mesmo aqueles que não têm voto obrigatório (eleitores entre 16 e 18, e acima de 70 anos). Para o procedimento, é necessário que o eleitor apresente um documento de identificação oficial (original e cópia) e um comprovante de residência atualizado, no Fórum Eleitoral de Três Lagoas, que fica na Rua Alfredo Justino, 1100, Centro, das 8 às 18h.

Foto: Divulgação TRE/MS

Comentários