09/04/2014 09h39 – Atualizado em 09/04/2014 09h39

PMR apreende 52 quilos de pasta base, que estava escondida em carro

O nervosismo denunciou o condutor de um automóvel que trafegava pela rodovia, onde a PMR montou barreira; na vistoria, os policiais encontraram perto de R$ 1 milhão em pasta base

Léo Lima

Durante fiscalização de rotina na MS-395, uma guarnição da Polícia Militar Rodoviária (PMR) de Três Lagoas, na zona rural de Santa Rita do Pardo, abordou um veículo que tinha como carga 52 quilos e 150 gramas de pasta base de cocaína que estavam escondidas no assoalho do carro.

De acordo com informações do setor de comunicação da Base Operacional da 2ª Companhia de Polícia Militar Rodoviária de Três Lagoas, o fato ocorreu às 13h30 de terça-feira (08), quando um veículo Renault Logan, com placas de Amambai-MS, trafegava pela referida rodovia.

Segundo consta, ao chegar no quilômetro 63 da MS-395, o motorista do carro foi barrado. Durante a fiscalização a propósito da documentação do carro e do condutor, este se mostrou nervoso fato que chamou a atenção dos policiais. Na vistoria ao veículo, foi descoberto um fundo falso no assoalho, onde estavam vários tabletes de pasta base de cocaína.

Diante disso, foi dada voz de prisão ao condutor V.A.C., de 27 anos, morador em Dourados, que acabou confessando que pegou a carga em Itaporã e levaria para São Paulo.

Após pesagem da droga, os policiais militares rodoviários calcularam que, no mercado do narcotráfico paulista, a carga renderia cerca de R$ 1 milhão.

O motorista foi, então, encaminhado, junto com o veículo e a carga de drogas, para a Delegacia de Polícia Civil de Santa Rita do pardo, onde foi autuado em flagrante delito por tráfico de entorpecentes.

Policial mostra onde estavam escondidos os tabletes com os mais de 52 quilos de pasta base (Foto: Divulgação)

Os tabletes estavam escondidos em um fundo falso do veículo (Foto: Divulgação)

Após retirarem os tabletes, a PMR conferiu um total de 52 quilos e 150 gramas de pasta base de cocaína (Foto: Divulgação)

Comentários