03/09/2019 14h11

Tempestade com granizo e ventos fortes destelhou casas, arrancou árvores, derrubou cabos de força e deixou os semáforos desligados

Gisele Berto

A chuva não precisou mais do que 10 minutos para causar estragos em Três Lagoas. O tempo fechou na hora do almoço e, com ventos fortes e muitos trovões, a água caiu com gosto em quase toda a cidade.

Nesse curto período, choveu 11 milímetros na cidade. O vendaval arrancou telhas e causou prejuízos em várias partes de Três Lagoas. No Jardim Carandá a casa da moradora Paula Vieira teve as telhas arrancadas na área da cozinha.

Em uma outra casa, no Santa Luzia, o vento arrancou as telhas e até as galinhas de criação da moradora ficaram desalojadas. A moradora Delza Dias sentiu um forte cheiro de gás e, quando saiu no quintal, percebeu que as telhas que caíram cortaram a mangueira do botijão de gás. O galinheiro que ela mantém no fundo da casa ficou destruído e as galinhas estavam passeando pelo quintal.

A filha de Delza, de 10 anos, caiu e machucou a boca durante o susto da tempestade. Segundo a mãe, ela passa bem.

Também no Santa Luzia uma árvore caiu sobre uma casa na rua Crato. Os bombeiros foram chamados para atender a ocorrência, porque a árvore caiu sobre o quarto de uma criança, que estava no local. Não há informações sobre o estado de saúde dela.

Um cabo de alta tensão também foi arrancado na região da Receita Federal e da Câmara Municipal. Toda a extensão da Clodoaldo Garcia ficou com os semáforos desligados. O trânsito está interditado no local.

Perto do cemitério também houve queda de cabos de alta tensão. A Elektro está no local fazendo a manutenção.

A imobiliária Cinco, localizada na avenidas Filinto Miller, teve a placa da fachada arrancada pelo vendaval. Na região da Lagoa Maior, uma árvore de grande porte foi arrancada pela raiz. As equipes da Secretaria do Meio Ambiente estão no local.

Na região central lojas foram destelhadas e tiveram seus espaços invadidos pela água. Na loja Dacar, na rua Elmano Soares, os funcionários se esforçam para tirar a água que entrou no lugar após a tempestade.

Outros pontos da cidade registraram estrago, em alguns lugares lembrando a tempestade que, nove anos atrás, também no mês de setembro, devastou a cidade.

*atualizada às 15h08 para acréscimo de informações


Árvore de grande porte foi arrancada pela raiz por conta do vendaval. Foto: Divulgação

Cinco imobiliária teve a fachada arrancada pelo vento.


Comentários