15/04/2015 18h32 – Atualizado em 15/04/2015 18h32

Chuva torrencial e intermitente causa prejuízos em Chapadão do Sul

Em pouco mais de uma hora, choveu 75 milímetros na cidade, provocando transtornos como inundações de imóveis e vias

Léo Lima com informações

Bastaram pouco mais de 60 minutos para que a cidade, pela segunda vez este ano, se transformasse em palco de inundações, com transtornos e prejuízos à população chapadense. O fenômeno causador desse caos foi a queda de chuva torrencial e intermitente, que causou inundações em ruas e avenidas, assim como prédios públicos e imóveis residenciais.

O fato ocorreu na tarde desta quarta-feira (15). Entre os prédios inundados, o Centro Sócio Educativo Nossa Senhora das Graças, cujo andar térreo foi tomado pelas águas.

Segundo informações, em pouco mais de uma hora, choveu 75 milímetros, o que causou inundações, principalmente na parte mais baixa da cidade, a partir da Avenida Goiás. Até mesmo as ruas do centro, na parte alta, o aguaceiro foi grande, causando vários transtornos a pedestres, ciclistas, motociclistas e até para motoristas.

Os dois viadutos que oferecem passagem na MS-306, duplicada, foram inundados pelas águas e interditados pela Prefeitura.

SEM PLANEJAMENTO

Toda vez que chove torrencialmente a cidade vive o problema, uma demonstração clara de que no passado, quando se pavimentou o centro e grande parte do Loteamento Parque União, o maior da cidade, não se planejou adequadamente as redes de águas pluviais, ou em vários casos, se quer foram instalados.

Com a falta da adequada drenagem, quem mais sofre são os moradores das regiões mais baixas e principalmente nas vias que não existe a pavimentação asfáltica e o meio fio.

O problema é motivo de grande reclamação dos moradores e um verdadeiro desafio para a administração pública.

FLAGRANTES

Dois incidentes foram destaques: o alagamento do Centro Sócio Educativo Nossa Senhora das Graças, que obrigou a direção a levar os alunos para o andar superior do prédio, e a queda de um ciclista, na Rua 21, esquina com a Avenida Oito. O ciclista nada sofreu.

O Centro Sócio Educativo Nossa Senhora das Graças atende 250 crianças, em dois turnos e sofreu vários prejuízos com a invasão das águas. Segundo a direção e demais funcionários, a enxurrada teria vindo a Avenida Mato Grosso do Sul, atravessado uma via de acesso ao estacionamento do Fórum e somou-se com um terreno baldio, da própria instituição, que invadiu o pátio e depois o prédio.

(*) Com Jovem sul News

O Centro Sócio Educativo Nossa Senhora das Graças foi um dos prédios atingidos pela inundação das águas da chuva (Foto: Jovem Sul News)

Rusa e avenidas ficaram completamente alagadas, prejudicando o trânsito até de pedestres (Foto: Jovem Sul News)

Comentários