16/11/2006 07h33 – Atualizado em 16/11/2006 07h33

Três Lagoas sedia neste final de semana as provas do Exame Nacional para Certificação e Competências de Jovens e Adultos (Encceja – 2006). Outras cidades do MS também sediará as provas (Campo Grande, Corumbá, Dourados, Naviraí e Ponta Porã). Os 17.841 inscritos estão recebendo em suas residências as correspondências com todas as informações sobre a prova. A aplicação das provas no sábado 18 será das 13 às 17h. Para a etapa do ensino fundamental, serão testados os conhecimentos de língua portuguesa, língua estrangeira, artes, educação física e redação. Para a etapa do ensino médio, os inscritos farão provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, além de redação. No domingo 19 os candidatos inscritos na etapa do ensino fundamental, farão a prova de matemática das 7 às 10h; a de ciências naturais, das 11 às 14h; e a prova de história e geografia, das 14h30 às 17h30. Já para a etapa do ensino médio, os inscritos serão avaliados em matemática e suas tecnologias, das 7 às 10h; em ciências da natureza e suas tecnologias, das 11 às 14h; e de ciências humanas e suas Tecnologias, das 14h30 às 17h30. Os horários definidos para as provas correspondem ao horário de Mato Grosso do Sul. OJETIVO O Encceja tem como objetivo garantir o atestado de conclusão dos ensinos fundamental e médio aos brasileiros, residentes no País ou exterior, que não tiveram oportunidade de acesso à escolaridade regular na idade própria. Para se candidatar à prova referente ao ensino fundamental, é necessário ser maior de 15 anos. Já a avaliação do ensino médio exige idade mínima de 18 anos completos. Além de Mato Grosso do Sul, o exame será aplicado em Tocantins, Bahia e Distrito Federal, e mais 64 municípios brasileiros. A avaliação é realizada desde 1998 aos brasileiros que residiam no Japão, e desde 2002 para os residentes no Brasil. Ano passado foram atendidas 38.687 pessoas, no Estado do Tocantins, e 38 municípios de outros estados. O exame no exterior totalizou dois mil participantes, no Japão e Suíça.

Comentários