10/11/2015 14h18 – Atualizado em 10/11/2015 14h18

CIN da Fiems orienta empresários sobre como participar de feiras internacionais

A capacitação foi conduzida pela consultora Deise Quevedo Bastos, que é graduada em administração de empresas com habilitação em comércio exterior e pós-graduada em MBA de Gestão de Projetos.

Assessoria

A internacionalização dos negócios e os processos de exportação foram a pauta da “5ª Capacitação em Comércio Exterior: Negociação Internacional, Participação em Rodadas e Feiras”, promovida pelo CIN (Centro Internacional de Negócios) da Fiems, em parceria com a CNI e Sebrae Nacional, nesta terça-feira (10/11), no Senai de Campo Grande. A capacitação foi conduzida pela consultora Deise Quevedo Bastos, que é graduada em administração de empresas com habilitação em comércio exterior e pós-graduada em MBA de Gestão de Projetos.

Segundo a consultora Deise Quevedo, há duas formas de participar em uma feira internacional seja como visitante ou expositor e a melhor opção depende dos objetivos e do preparo da empresa. “A opção de visitação é viável para a empresa que está estruturando sua internacionalização, estudando o mercado e avaliando sua capacidade. Para a empresa que já se planejou e está madura para exportar, que conhece suas forças e fraquezas e está pronta para negociar, a opção de exposição é uma oportunidade para explorar sua marca”, detalhou.

Ela acrescenta que para escolher a feira certa é preciso avaliar o perfil dos visitantes, a situação do país-sede, se há workshops, rodadas de negócios durante a feira, além de pesquisar os comentários de participantes nas edições anteriores nas redes sociais e a percepção dos veículos de comunicação sobre os acontecimentos da feira

A coordenadora do CIN da Fiems, Fernanda Barbeta, destacou os serviços oferecidos pela entidade para apoiar a internacionalização das empresas por meio da promoção de negócios, inteligência comercial e emissão de documentos. “No próximo ano iremos continuar com os cursos sempre voltados para a internacionalização das empresas”, declarou.

Rosa Maria da Silva, presidente da Associação Broto Frutos, participou do evento e disse que a capacitação foi muito produtiva. “Como pretendemos iniciar a exportação no ano que vem é importante ter essa noção de que o produto e a embalagem devem estar adequados ao mercado externo, assim como as informações nutricionais e material promocional”, afirmou.

Já o empresário Claudio Salomão, do ramo do vestuário, ressaltou que a escolha da feira é muito importante e deve estar de acordo com o objetivo final. “Escolher a feira sem ter um foco é um tiro no escuro”, falou. A empresária Monique Klein Rocha, da Campo Grande a Tiracolo, está se programando para participar de uma feira em Berlim, na Alemanha, e as informações do curso foram importantes para tomar a decisão de participar primeiro como visitante. “Com o curso percebi que é importante avaliar o mercado e ver se realmente estamos adequados e aptos para atender a demanda, então vou visitar a cidade e colher informações para depois participar como expositora”, contou.

(*) Assessoria Fiems

Capacitação aconteceu nesta terça-feira (10/11), no Senai de Campo Grande (Foto:Assessoria)

Comentários