08/09/2014 08h47 – Atualizado em 08/09/2014 08h47

Cine Sesi finaliza 4ª edição com público de 31,7 mil pessoas em 16 cidades

Bonito foi a última cidade a receber o Projeto neste ano, atraindo 1,9 mil pessoas em três dias

Da Redação

O Cine Sesi, que leva cinema de graça para os moradores das cidades do interior onde não têm salas de exibição de filmes, encerrou a 4ª edição em Mato Grosso do Sul com público de 31.730 pessoas em 16 cidades – Douradina, Antônio João, Caracol, Porto Murtinho, Jardim, Sete Quedas, Anastácio, Ladário, Pedro Gomes, Bataguassu, Brasilândia, Terenos, Coronel Sapucaia, Camapuã, Rio Negro e Bonito.

Nessas quatro edições, o Projeto já recebeu público total de 231,5 mil pessoas, sendo 52,2 mil na 1ª etapa, 46 mil na 2ª edição, 101,6 mil no 3º ano e 31,7 mil na 4ª etapa, chegando a 61 dos 79 municípios do Estado, caracterizando-se como um festival de cinema itinerante com a proposta de levar cinema para os municípios que não possuem salas de exibição em funcionamento.

Na edição deste ano, o Cine Sesi exibiu os curtas e longas metragens “Pimenta”, “O Bem-Amado”, “Águas de Romanza”, “Colegas”, “Leonel Pé de Vento” e “Enrolados”. “Esse projeto de responsabilidade social contribui para divulgar as ações do Sesi no Estado e, mais do que nunca, estamos cumprindo com o nosso compromisso de levar cultura e lazer às diversas comunidades do Estado”, disse o presidente da Fiems, Sérgio Longen.

RESPONSABILIDADE SOCIAL

Para o superintendente do Sesi, Michael Gorski, a continuidade de um projeto que já beneficiou 200 mil pessoas em três edições demonstra a preocupação da entidade com a responsabilidade social. “Por meio do Cine Sesi, estamos mostrando à população do Estado que, além de saúde, educação e cidadania, também podemos levar cultura e lazer para as cidades do Estado”, pontuou.

A produtora cultural do Cine Sesi, Carluccia Carazza Gambogi, reforça que os melhores públicos nesta quarta edição foram registrados nas cidades de Jardim e Sete Quedas, que atraíram 3.150 pessoas e 2.950 pessoas, respectivamente nos três dias de exibições. Ela acrescenta que em todas as 16 cidades da equipe do Cine Sesi Cultural foi muito bem recebida.

“Desde a primeira cidade, de 21 a 23 de março em Douradina, até a última, de 29 a 31 de agosto, em Bonito, tivemos uma boa receptividade das pessoas. Além disso, contribuímos de alguma forma pelo aumento da bagagem cultural dos moradores dessas cidades de Mato Grosso do Sul”, avaliou Carluccia Carazza.

BONITO

Em Bonito, última cidade a receber o Cine Sesi neste ano, foram exibidos os curtas e longas metragens “Pimenta”, “O Bem-Amado”, “Águas de Romanza”, “Colegas”, “Leonel Pé de Vento” e “Enrolados”. Na cidade, que foi a 16ª a receber o Projeto neste ano em Mato Grosso do Sul, a estrutura foi montada na Praça da Liberdade e recebeu público de 1.900 pessoas, sendo que o melhor dia de exibição foi no sábado (30/08) e no domingo (31/08), quando 700 pessoas, em cada dia, prestigiaram o projeto comparecendo ao local, enquanto na sexta-feira (29/08) foram 500 pessoas.

“Mais uma vez o clima contribuiu nos três dias de exibição dos filmes, facilitando o comparecimento das pessoas. O público de Bonito foi muito receptivo e o Cine Sesi proporcionou uma oportunidade única de assistir a um cinema ao ar livre, regado a muito pipoca”, afirmou Carluccia Carazza.

Ela explica que a estrutura do Cine Sesi conta com tela gigante de 12 metros de altura por 5 metros de largura, 500 cadeiras e projetor de 35 mm instalado dentro do caminhão de onde os filmes serão projetados. “O som possui três vias de 3 mil watts cada e projetor Hi-Light Xenon de 2 mil watts, proporcionando qualidade às exibições”, garantiu, completando que, além da megaestrutura, o público ainda ganha pipoca de graça durante os três dias de exibições de filmes nas cidades beneficiadas.

(*) Com informações de Assecom Fiems

Na edição deste ano, o Cine Sesi exibiu os curtas e longas metragens

Nessas quatro edições, o Projeto já recebeu público total de 231,5 mil pessoas, sendo 52,2 mil na 1ª etapa, 46 mil na 2ª edição, 101,6 mil no 3º ano e 31,7 mil na 4ª etapa (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários