Roberto Costa

VIA CELULAR

Troque seu deputado usado por um novo verdinho em folha. Ai eu fico me perguntando: e se ele amarelar?

NÃO FOI CUMPRIDO I

Se o objetivo da TV Morena era o de ajudar o eleitor a analisar a proposta de governo dos candidatos, o senador Delcídio do Amaral (PT) deve ter ficado arrependido de ter aceitado o convite.

NÃO FOI CUMPRIDO II

O candidato petista à sucessão do governador André Puccinelli em nenhum momento foi questionado sobre o plano de metas para administrar o Estado de Mato Grosso do Sul.

NÃO FOI CUMPRIDO III

Francamente: o que vi e ouvi não acrescentaram absolutamente em se tratando de avaliação política. Creio que a maioria dos telespectadores tenha reagido da mesma forma.

ESTOU CURIOSO

A candidata ao Senado, Simone Tebet (PMDB), andou dizendo que “vai levar para todos os municípios o pleno emprego assim como tem ocorrido no Bolsão e em outras regiões”.

A JUSTIFICATIVA

“Para isso, temos que atrair novas indústrias e também criar cursos técnico-profissionalizantes para qualificar os trabalhadores”, sustentou a candidata, durante visita a um frigorifico.

INTERMEDIÁRIO I

O candidato da coligação Mato Grosso do Sul com a Força de Todos, Delcídio do Amaral, vai criar uma secretaria para fazer a articulação do governo com os sindicatos e movimentos sociais.

INTERMEDIÁRIO II

A decisão foi anunciada na terça-feira, 19, durante reunião na sede da Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems), em Campo Grande. Não seria melhor, se eleito, dispensar a figura do intermediário?

CONSTATAÇÃO I

Segundo o senador Ruben Figueiró, “percebemos que mais de 60% da população brasileira está insatisfeita e não quer manter a presidenta Dilma Rousseff como timoneira da Nação”.

CONSTATAÇÃO II

Aliás, os partidários de Luiz Inácio Lula da Silva também querem distância da presidenta Dilma. Adivinhe de onde partiu a adesivagem nacional “Fora Dilma!”

NO PARAGUAI I

Condenado por ter abusado sexualmente de mulheres sedadas, o ex-médico Roger Abdelmassih, que estava foragido da justiça, finalmente foi alcançado pela polícia.

NO PARAGUAI II

O outrora amigo das celebridades brasileiras, um profissional acima de qualquer suspeito, tirava proveito de mulheres sob efeito de sedativo para consumação de estupro.

NO PARAGUAI III

Roger Abdelmassih, condenado por estupro e atentado violento ao pudor contra pacientes, e que teve o registro profissional cassado, acredita que jamais seria alcançado pela polícia.

NO PARAGUAI IV

De acordo com a Polícia Federal (PF), a prisão foi efetuada por agentes paraguaios da Secretaria Nacional Antidrogas. Ele estava vivendo confortavelmente em Assunção.

NO PARAGUAI V

Abdelmassih havia sido condenado a 278 anos de prisão por estuprar pacientes em sua clínica de fertilização, em São Paulo, entre os anos de 1995 e 2008.

TRATO FEITO

Integrantes de uma coligação política não estão gostando absolutamente nada do tratamento ‘diferenciado’ que vem recebendo. Reclamam que fora acordado não está sendo respeitado.

TRATO DESFEITO

Por conta da insatisfação devido à falta de ‘estrutura’ para manter a campanha na rua, não será nenhuma surpresa se a quebra do acordo for sacramentada antes do último dia do mês de agosto.

SOB SUSPEITA

Graça Foster (presidente da Petrobrás) e Roberto Cerveró (ex-diretor), doaram imóveis para seus filhos, assim que o escândalo da compra da refinaria Pasadena (EUA) eclodiu.

CONTINUA FIRME

A 1ª Vara Cível de Paranaíba acatou na quarta-fera (20) mandado de segurança e suspendeu o afastamento do prefeito Diogo Tita (PPS). Ele havia sido afastado do cargo, por força de decreto legislativo.

ESPERTALHÕES I

A Polícia Federal deflagrou na manhã dessa quarta-feira (20) a Operação Sorte Grande, um esquema de sonegação fiscal, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro em associação criminosa.

ESPERTALHÕES II

O grupo empresarial atuava nas áreas de comunicação, venda de veículos, empreendimentos imobiliários, educação e de saúde. O prejuízo causado pela sonegação de contribuições previdenciárias e tributos em geral que, em 2013, é de aproximadamente R$ 896 milhões.

SEM COLARINHO

A expectativa do Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional é que, em 2014, o Brasil deve ultrapassar a marca de impostos sonegados registrada no ano passado, que foi R$ 415 bilhões. Segundo o sindicato isso se deve ao crescimento econômico e à inflação.

Comentários