22/08/2018 09h16

Até tu, Brutus?

 
Willams Araújo

Até tu, Brutus?

Candidato ao Senado, Zeca do PT tirou o "Lula da Silva" de sua conta no face book. O deputado federal havia adotado o sobrenome do ex-presidente da República e companheiro de partido, preso a mais de 12 anos de cadeia por corrupção, como homenagem ao líder xiita logo que ele foi parar as trás das grades.

Largada

O candidato do MDB ao governo de Mato Grosso do Sul, Júnior Mochi, inaugurou ontem o seu comitê de campanha prometendo boas ideias para governar o Estado na eventualidade de ser eleito em outubro. Defende uma gestão municipalista, por meio da qual os 79 municípios sejam contemplados com investimentos em vários setores da administração pública.

Na frente

Em campanha ao Palácio do Planalto pelo PDT de Carlos Lupi (RJ), Ciro Gomes concedeu entrevista na manhã desta quarta-feira ao Programa Tribuna Livre, da FM Capital. A emissora se antecipou a vinda do presidenciável que deve desembargar em Campo Grande nesta quinta-feira (23) para pedir votos para o juiz aposentado Odilon de Oliveira, candidato do partido ao governo de MS.

Ôh dureza

Onze partidos ainda não receberam dinheiro do fundo eleitoral, o que tem gerado críticas de concorrência desleal com os candidatos que já estão com o bolso cheio. Segundo a Coluna do Estadão, estão com a folha zerada as siglas PP, PTB, PDT, PCdoB, Rede, PCB, PMB, PSB, DC, PPL e PCO – elas têm a receber R$ 422 milhões.

Na conta

O TSE liberou o dinheiro na segunda (20) à noite, mas o montante só deve entrar na conta na sexta-feira (24). O atraso é culpa dos próprios partidos, que demoraram a ingressar com a documentação. A publicação afirma que candidatos dizem que a divulgação pela imprensa de que o fundo eleitoral é bilionário inflacionou as campanhas. Os cabos eleitorais cobrariam mais caro por achar que está chovendo dinheiro, quando a verba diminuiu com a proibição de doações empresariais.

Envie seu Comentário