11/04/2017 07h11

Reconstrução

 

Reconstrução

O balanço dos cem dias apresentado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) foi considerado positivo tendo em vista a precária situação em que se encontrava a Capital. Realista com o atual momento de crise pelo qual passa o país, disse que não era dia de festa e nem de confete, muito menos de comemoração, mas de reflexão. E avisou: sua gestão está investindo 35% do orçamento do município na saúde pública, superando, inclusive, os valores aplicados por seu irmão, Nelsinho.

Na pele

Se já é difícil para um cidadão comum ter um filho preso por tráfico, imaginem para um agente da lei, responsável por aplicar penas aos que caem na desgraça da tentação pelo dinheiro fácil. O caso em questão diz respeito à detenção do filho da presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, que será a próxima a assumir o Tribunal de Justiça. O constrangimento dela, segundo pessoas próximas, é muito grande.

Blefe

O presidente regional do PTB, Nelsinho Trad, insinuou, após cumprir agenda de visitas ao interior, no fim de semana, que o partido poderá ter candidato próprio ao governo de MS por orientação da executiva nacional. "As orientações do diretório nacional do PTB que estão sendo repassadas aos presidentes estaduais é fortalecer o partido com o objetivo de oxigenar o projeto eleitoral de 2018, deixá-lo pronto para ter candidaturas ao governo do Estado e ao Senado, e montar chapas para disputar a Assembleia Legislativa e a Câmara Federal", pontuou.

Salão azul

Apesar da manifestação, o ex-prefeito não deve enfrentar o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em pré-campanha à reeleição, uma vez que a tendência é que ele concorra a uma das vagas do Senado com o apoio do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), de quem é irmão. "Quanto assumi o PTB em Campo Grande em 2015, a meta sempre foi o comprometimento e crescimento do partido. Estou à disposição do PTB para disputar uma vaga no Senado, tenho o senso da responsabilidade que essa missão traz, estou certo que com sabedoria vamos fazer um excelente trabalho nem Mato Grosso do Sul", pondera.

WhatsApp

Em vídeo divulgado pela CNM, o presidente da Assomasul, Pedro Caravina (PSDB), convoca os prefeitos para a Marcha à Brasília que ocorrerá de 15 a 18 de maio. "Prefeitos e prefeitas, compareçam à marcha. Venham trazer a sua voz, nós temos pautas importantíssimas para ser discutidas, principalmente o pacto federativo. A marcha é a oportunidade para que os prefeitos possam trazer suas reivindicações, chamar a atenção do Congresso e do governo federal para as dificuldades dos municípios. Esse é o momento da gente mostrar a nossa força e só vamos conseguir fazer isso se estivermos unidos e em grande número", conclama.

Envie seu Comentário