27.2 C
Três Lagoas
quinta-feira, 2 de dezembro, 2021
InícioIndústria & ComércioCeluloseCom apoio da Suzano, produtores rurais buscam impulsionar os negócios por meio...

Com apoio da Suzano, produtores rurais buscam impulsionar os negócios por meio de ferramentas digitais em MS

Oportunidade surgiu em decorrência da pandemia de covid-19 com o objetivo de levar para o campo técnicas para o uso assertivo das redes sociais em favor do relacionamento com clientes e fomento das vendas

Produtores rurais de Mato Grosso do Sul apoiados pelos projetos de Desenvolvimento Social da Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, participaram de um curso online de inclusão digital voltado para a utilização de redes sociais como ferramenta de negócio. A proposta surgiu em decorrência da pandemia de covid-19, que acelerou o uso de ferramentas digitais para gestão de negócios, e contou com a participação de 12 colaboradores/as da Unidade Três Lagoas da Suzano. Com diferentes vivências em ferramentas digitais, esses profissionais atuaram como voluntários/as por meio do programa Voluntariar em Ação da empresa.

“Desde o ano passado, a Suzano vem adotando uma série de medidas para mitigar os impactos da pandemia nas comunidades apoiadas pela empresa. Mantivemos os nossos projetos sociais por meio de reuniões e consultorias remotas e lançamos ações como ‘A Feira Vai Até Você’ para impulsionar as vendas dos produtores rurais. Nesse processo, percebemos que algumas das mudanças vieram para ficar. Entre elas, o uso das redes sociais para fomentar os negócios. Dessa forma, nosso objetivo com o curso foi o de auxiliar e incentivar as comunidades rurais a aproveitarem ao máximo os benefícios que as ferramentas digitais têm a oferecer”, ressalta Israel Batista Gabriel, coordenador de Desenvolvimento Social da Suzano em Mato Grosso do Sul.

Para promover essa formação, o curso foi dividido em módulos: Redes Sociais, Ferramentas Digitais e Produção de Vídeos Institucionais. Nas aulas, os participantes tiveram acesso a temas como uso assertivo das redes sociais (Facebook e Instagram) para aumentar a visibilidade e, consequentemente, as vendas das associações; relacionamento com clientes por meio de aplicativos de mensagens; como promover reuniões on-line, além de instruções para criarem sites gratuitos e produção de vídeos.

Entre as pessoas capacitadas, está Danielle Jovane Rodrigues Nogueira Campos. Aos 33 anos, ela é empreendedora e proprietária da Nogueira Campos, Produtos da Roça, e contou que o curso já produziu resultados, aumentando em até 40% suas vendas. “O curso de Inclusão Digital foi muito bom para mim, foi ligando uma coisa na outra. Algumas técnicas, eu já sabia, outras eu aprendi com o curso como o WhatsApp Comercial. Lá, posso colocar um catálogo com todos os produtos que trabalho. E, como faço a produção sozinha, coloquei uma mensagem automática informando para o cliente dar uma olhadinha no catálogo que em breve responderei a mensagem dele. Na mesma mensagem automática, coloquei os dias que estou na cidade fazendo feira (segundas, quartas e sábados), e o dia que tem delivery.  Assim, o cliente já fica sabendo o dia que estou na cidade e o dia que posso fazer a entrega”, ressalta a empreendedora.

De acordo com Israel, o projeto de inclusão digital também visa aumentar a competitividade das comunidades rurais. “Além de impulsionar as vendas e aumentar a visibilidade dos produtos e das associações, o curso também visa aumentar a competitividade dessas comunidades, uma vez que, com um site onde há prestação de contas publicamente, por exemplo, aumenta a transparência do grupo e, consequentemente, as chances de participar de processos seletivos para a captação de recursos”, completa o coordenador da Suzano.

Desenvolvimento Social

Por meio do Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial, a Suzano apoia 15 associações de pequenos produtores rurais em Três Lagoas e região. Ao todo, os programas e projetos de Desenvolvimento Social da Suzano beneficiam cerca de 5 mil famílias diretamente, e 9,6 mil pessoas, indiretamente, em Mato Grosso do Sul.

Voluntariar

O Programa Voluntariar tem como objetivo estreitar o relacionamento da Suzano com as comunidades próximas, estimulando colaboradores(as), prestadores(as) de serviço, familiares e parceiros(a) a realizarem ações voluntárias, fortalecendo o protagonismo social e gerando uma mudança positiva na sociedade, trabalhando de forma colaborativa pela educação, sustentabilidade, diversidade e inclusão.

Por meio do programa, são desenvolvidos vários projetos voluntários, como o Formare, que capacita jovens em situação de vulnerabilidade social para o mercado de trabalho – em Mato Grosso do Sul, o programa será iniciado em 2021 – e o Suzano na Escola, que visa incentivar o espírito empreendedor no público jovem, ampliando sua visão do mercado de trabalho e o mundo dos negócios. Dentro do programa, ainda existem iniciativas como JA Startup, na qual são trabalhados conceitos e ferramentas que desenvolvam em jovens habilidades necessárias para transformar ideias em startups, e o Contribuindo para o Futuro, que busca fomentar a troca de conhecimento dos/as Trainees Suzano e a atuação deles/as como mentores/as voluntários/as, atendendo jovens universitárias/os de regiões do Brasil próxima às operações da companhia.

Além disso, a empresa também oferece o Voluntariar em Ação, movimento colaborativo e solidário para fortalecer a cultura de voluntariado na Suzano, entre outras iniciativas. Qualquer pessoa interessada em exercitar a solidariedade, mesmo que forma remota, pode também consultar o Guia Remoto de Voluntariado que está disponível no site da Suzano: (www.suzanocontraocoronavirus.com.br https://bit.ly/3sMroEE ).

Sobre a Suzano

Suzano é referência global no uso sustentável de recursos naturais. Como líder mundial na fabricação de celulose de mercado e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A empresa investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto com o objetivo de substituir matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia, resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, orgulha-se de sua equipe, composta por mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos, e destaca-se por ter os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3 (Brasil) e da NYSE – New York Stock Exchange (Estados Unidos), mercados onde suas ações são negociadas. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

(*) Performa Comunicação

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.