26.2 C
Três Lagoas
domingo, 26 de setembro, 2021
InícioNotíciasCom ministro de Minas e Energia, Soraya Thronicke ressalta importância de reativar...

Com ministro de Minas e Energia, Soraya Thronicke ressalta importância de reativar usina termelétrica

A senadora completa que, com a reativação da Usina Termelétrica William Arjona, o Estado terá a segurança energética necessária para continuar se desenvolvendo

Ao acompanhar o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, nesta quarta-feira (28/07), na inauguração da Usina Termelétrica William Arjona, em Campo Grande (MS), a senadora Soraya Thronicke (PSL/MS) destacou a importância da reativação dessa térmica para afastar qualquer risco de apagão devido à crise hídrica.

“Neste momento longo de estiagem e muito preocupante, a reativação dessa usina termelétrica é de extrema importância para Mato Grosso do Sul. Precisamos de todas as nossas fontes de energia para conseguir abastecer o País, que tem um tamanho continental”, reforçou.

Soraya Thronicke completa que, com a reativação da Usina Termelétrica William Arjona, o Estado terá a segurança energética necessária para continuar se desenvolvendo. “Essa usina termelétrica vem colaborar no enfrentamento dessa situação que vivemos neste momento. Além disso, a reativação da usina também significa investimento para Mato Grosso do Sul, pois pertence ao Grupo Delta Geração, que recebeu incentivos do Governo para vir para o Estado. Agora, teremos condições de suprir uma parte da demanda da nossa energia elétrica”, ressaltou.

Já o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, citou que a reativação da usina mostra que, apesar da crise no setor hídrico, o Brasil e Mato Grosso do Sul têm outras fontes de energia que estão sendo implementadas, o que ajuda neste momento. “Aqui no Estado esta usina é mais um exemplo para superarmos a crise, pois estava parada desde 2017 e agora vai ter um papel importante neste enfrentamento. Nossa matriz energética​ é diversificada e, apenas em Mato Grosso do Sul, temos 22 empreendimentos de geração de energia sendo instalados”, pontuou.

Bento Albuquerque também afastou qualquer possibilidade de racionamento de energia elétrica em MS e garantiu que o Governo Federal segue trabalhando para diversificar as matrizes energéticas em todo o País. “Essa reativação vai ter um papel importante na questão da escassez hídrica. Vamos utilizar todos os recursos que temos instalados no País e esperar até o fim do ano, quando entrará o período das águas e utilizaremos nossa matriz que é muito diversificada, pois temos diversas fontes renováveis”, ressaltou. À frente da usina está o Grupo Delta Geração, que entrou no setor após o novo marco regulatório em abril deste ano.

A unidade já começou as atividades desde 10 de julho, sendo que todas as máquinas já estarão em funcionamento até a próxima semana. O presidente do Grupo Delta, Luiz Fernando Viana, ressaltou que a energia produzida na unidade equivale a 50% do consumo de Campo Grande. “Entramos em operação no dia 10 de julho já com três máquinas, que produz 120 megawatts, na semana que vem vão funcionar as cinco (máquinas), chegando a nossa capacidade de 190 megawatts”, informou.

Ele revelou que já existe um estudo para ampliar ainda mais a capacidade máxima e, sobre o gás natural utilizado, a previsão é de 1.350.000 m³ por dia com o uso das cinco máquinas. Com a entrada em atividade novamente, a usina entra no radar do ONS (Operador Nacional do Sistema), que regula toda a distribuição do País em energia elétrica. Usualmente, as termelétricas são acionadas como suporte, caso seja necessário. ​

Assessoria de Comunicação

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comentários
error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.