06/03/2012 08h02 – Atualizado em 06/03/2012 08h02

As ações de recuperação e conservação serão realizadas nas BRs 163, 262, 060, 158 e 419

Campo Grande News

Cinco rodovias federais de Mato Grosso do Sul vão receber ainda no primeiro semestre as ações da 2ª etapa do Crema (Programa de Conservação, Restauração e Manutenção das Rodovias Federais).

De acordo com o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), as intervenções serão realizadas nas BRs 163, 262, 060, 158 e 419. Hoje, foram retomados oito processos de licitação, suspensos há 49 dias e no valor de quase R$ 1 bilhão.

Em nota à imprensa, o Dnit informa que os prazos foram suspensos em janeiro para corrigir os dados dos editais referentes à parcela de BDI (Bonificação e Despesas Indiretas). A partir de primeiro de fevereiro, o percentual de aplicação passaria de 27,84% para 26,70%.

Porém, o prazo para aplicação do novo percentual foi adiado para primeiro de maio. Ainda segundo o Dnit, dois editais – 506 e 507 – tiveram seus valores corrigidos, “devido a inconsistências encontradas no lançamento dos orçamentos”. Os oito editais somam R$ 819 milhões.

Os contratos do Crema 2ª etapa possuem a duração de cinco anos, sendo os três primeiros destinados aos serviços de restauração e recuperação e os dois últimos para conservação.

As propostas serão abertas entre os dias 10 e 13 de abril. No valor de R$ 91 milhões, a concorrência 506, será aberta no dia 10 de abril. Na mesma data, também serão recebidas propostas do edital 507, no total de R$ 125 milhões. No dia 11 de abril, serão abertas as licitações 508 (R$ 88 milhões) e 509 (R$ 122 milhões).

No dia 12, o Dnit abre as propostas para os editais 510, no valor de R$ 133 milhões, e 511, cujo total é R$ 43 milhões. Por fim, em 13 de abril, serão abertas as licitações 512 (R$ 37 milhões) e 513, que totaliza R$ 176 milhões, maior valor dentre os oito editais.

O comando do Dnit/MS é ocupado de forma interina pelo engenheiro Antônio Carlos Nogueira. O cargo estava vago desde 2 de janeiro, quando Marcelo Miranda foi exonerado em um processo disciplinar administrativo.

Rodovias terão ações da 2ª etapa de programa de recuperação de vias.
Foto: Simão Nogueira

Comentários