17/09/2019 16h43

A primeira fase da obra foi executada pelo Governo do Estado; a segunda, que deveria ser bancada pelas famílias, foi assumida pela Prefeitura e deve ser executada em 15 meses, ao custo de R$ 2.040.877,75.

Gisele Berto

O prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, esteve no Jardim das Primaveras, na manhã desta terça-feira (17), para dar início à segunda etapa de construção de 146 casas do programa “Lote Urbanizado”.

Para a execução desta segunda etapa, sob a responsabilidade da Prefeitura de Três Lagoas, a empresa “JR Obras Serviços e Construções EIRELI-EPP” fará serviços de alvenaria, estrutura e esquadrias de 146 unidades habitacionais.

A obra deve ser executada em 15 meses e custará por R$ 2.040.877,75.

Pelo programa “Lote Urbanizado”, do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, estão sendo atendidas 146 famílias, que já viviam em situações precárias nesse local, na sua maioria em barracos de lona, há mais de 10 anos.

O município participa com a cessão da área e o Governo do Estado executou a primeira etapa, com fundação, instalações hidráulicas e sanitárias, contrapiso e primeira fiada em alvenaria. Esta etapa foi iniciada no final de 2018, já foi entregue e está pronta para a execução da segunda etapa.

Para esta segunda etapa, que ficaria a cargo de cada família, por iniciativa do prefeito Angelo Guerreiro e com a aprovação da Câmara Municipal, a Prefeitura de Três Lagoas arca com as custas de construção da fase de alvenaria de tijolos, supra estrutura e esquadrias externas.

Ao final desta etapa, a construção das 146 casas estará pronta para receber a cobertura, portas, janelas e instalações hidráulicas e elétricas necessárias.

Esta etapa final ficará a cargo de cada família, que poderá contar com financiamento a juros populares do Governo do Estado, como prevê o Programa “Lote Urbanizado”.

O prefeito Guerreiro anunciou que, além do previsto no contrato, “graças às economias de preços”, a empresa construtora também irá arcar com a instalação de mais duas portas, a do quarto e a do banheiro.

“É um benefício a mais, conseguido graças à economia de custas da empresa construtora, que atendeu também ao nosso pedido de contratar mão-de-obra de famílias de Três Lagoas”, observou o prefeito.

Angelo Guerreiro anunciou também estudos para execução de iluminação pública e construção de meio fio em todas as ruas do local para posterior execução de obras de pavimentação asfáltica.

Foto: Divulgação
Comentários