18/08/2014 18h06 – Atualizado em 18/08/2014 18h06

Caso seja confirmada pela coligação “Unidos pelo Brasil”, Marina Silva será a primeira candidata à Presidência da República a aparecer na televisão; em MS, Delcídio do Amaral sucederá a aparição de Evander Vendramini

Léo Lima com informações

A primeira aparição na propaganda eleitoral gratuita no Estado será do Partido Progressista (PP), com o candidato Evander Vendramini. Como candidato a governador do Estado, Delcídio do Amaral (PT), que encabeça a coligação “Mato Grosso do Sul com a Força de Todos”, será o segundo a aparecer nas telas da TV e ser ouvido na radiofonia sul-mato-grossense, a partir das 6 horas de quarta-feira (20).

Após a aparição de Delcídio do Amaral, que terá 20 minutos para falar sobre seus planos para Mato Grosso do Sul, sucede o candidato petista nas rádios e emissoras de televisão, o candidato do PMDB, Nelsinho Trad, encabeçando a coligação “MS Cada vez melhor), com o mesmo tempo de programa. O terceiro será o candidato do PSDB, Reinaldo Azambuja, que lidera a coligação “Novo Tempo”.

Depois, conforme o cronograma estabelecido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), será a vez, na sequência, dos candidatos Professor Monje (PSTU) e Sidney Melo (PSOL).

SENADO E ASSEMBLEIA

Na eleição para senador, o candidato do PSOL, Lucien Rezende será o primeiro a aparecer, seguido de Valdemir do PSTU, Ricardo Ayache, Simone Tebet, Alcides Bernal e Antônio João. Todos terão dez minutos de espaço.

Os candidatos concorrentes a uma das 24 cadeiras da Assembleia Legislativa de MS terão ao todo 20 minutos de apresentação. É a seguinte a colocação das inserções no horário eleitoral gratuito: 1.° Coligação MS CADA VEZ MELHOR III (PSB, PTdoB, PRTB, PHS, PSC, PEN, PRB); 2.° Partido do Movimento Democrático Brasileiro PMDB; 3.° Partido Trabalhista Nacional- PTN; 4.° Partido Socialismo Liberdade – PSOL; 5.° Coligação MATO GROSSO DO SUL COM FORÇA DE TODOS IV (PDT, PSDC); 6.° Coligação MATO GROSSO DO SUL COM FORÇA DE TODOS VI (PV, PCdoB, PTCePPL); 7.° Coligação MATO GROSSO DO SUL COM FORÇA DE TODOS III (PT, PR, PROS); 8.° Partido Progressista PP; 9.° Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado PSTU; 10.° Coligação MATO GROSSO DO SUL COMA FORÇA DE TODOS (PTB, PSL, PRP), 11.° Coligação NOVO TEMPO (PSDB, DEM, PSD, SD, PPS PMN).

TERÇA DE ESTRÉIA

Os candidatos a deputado federal estreiam no horário eleitoral gratuito na televisão e no rádio depois dos presidenciáveis nesta terça-feira (19). Conforme sorteio realizado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS), a coligação de candidatos à Câmara dos Deputados que ficou com o 1º horário no estado é “Mato Grosso do Sul com a Força de Todos I”, com 7 minutos e 14 segundos.

Com 5 minutos e 49 segundos, a coligação “Novo Tempo” será a segunda a ter a propaganda exibida. Em seguida, vem “MS Cada Vez Melhor I” (4 minutos e 56 segundos), “MS Cada Vez Melhor II” (1 minuto e 8 segundos), PSTU (1 minuto e 2 segundos), PSOL (1 minuto e 8 segundos), “Mato Grosso do Sul com a Força de Todos II” (1 minuto e 21 segundos) e PP (2 minutos e 18 segundos).

SEQUENCIA E TEMPO

Segundo a legislação eleitoral, cada dia que se seguir, propaganda veiculada por último, na véspera, será primeira na sequencia, apresentando-se as demais na ordem do sorteio (Resolução TSE n.o 23.404/2014, act. 34).

Para a veiculação de propaganda eleitoral sob a modalidade de inserções, os partidos e coligações tem 30 minutos diários, inclusive aos domingos, com destinação do tempo de 6 minutos por cargo em disputa, para utilização na campanha dos candidatos a presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual, a serem usados em inserções de até 60 segundos, distribuídas ao longo da programação das emissoras entre 8h e meia-noite (horário de Brasília), a partir do plano de mídia elaborado pelos representantes dos partidos, coligações e emissoras.

RUMO À PRESIDÊNCIA

Até o dia 2 de outubro mais de 26 mil candidatos às eleições apresentarão suas propostas por meio do Programa Eleitoral Gratuito, transmitido pelo rádio e pela televisão. Esta é a principal oportunidade de os candidatos terem visibilidade e conquistarem o voto do eleitor, mesmo considerando que já está liberada desde 6 de julho a propaganda nas ruas, com panfletos e cavaletes, e pela internet. O primeiro turno das eleições será no dia 5 de outubro.

Serão dois blocos de 25 minutos cada um de propaganda dos candidatos a presidente, no horário gratuito do rádio e da TV. Cada bloco foi dividido da seguinte maneira: Coligação Com a Força do Povo – 11min24s; Coligação Muda Brasil – 4min35s; Coligação Unidos pelo Brasil – 2min03s; Partido Social Cristão (PSC) – 1min10s; Partido Verde (PV) – 1min04s; Partido Socialismo e Liberdade (PSol) – 51s; Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) – 47s. O Partido Social Democrata Cristão (PSDC); Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU); Partido Comunista Brasileiro (PCB) e o Partido da Causa Operária (PCO), têm 45s cada um.

Em sorteio realizado no plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a veiculação da propaganda eleitoral para presidente, no horário gratuito, será na seguinte ordem: Coligação Unidos pelo Brasil (caso confirmada, Marina Silva), PCB (Mauro Iasi), PSTU (Zé Maria), Coligação Muda Brasil (Aécio Neves), Coligação Com a Força do Povo (Dilma Roussef), PRTB (Levy Difelix), PSDC (Eymael), PCO (Rui Pimenta), PSC (Everaldo Pereira), PV (Eduardo Jorge) e PSol (Luciana Genro). Essa será a ordem de abertura do horário eleitoral desta terça-feira (19). Esta será a apresentação no primeiro dia – nos dias seguintes haverá sistema de rodízio.

HORÁRIO

A propaganda eleitoral para os candidatos que disputam o cargo de presidente será veiculada no rádio às terças, quintas e sábados em dois horários: das 7h25 às 7h50 e das 12h25 às 12h50. Na TV, nos mesmos dias, mas os horários serão das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55. Às segundas, quartas e sextas, a propaganda será destinada aos demai s cargos em disputa. Em caso de segundo turno, a data-limite para o início do novo horário eleitoral é 11 de outubro. O horário termina no dia 24 de outubro, dois dias antes do segundo turno.

OUTROS CARGOS

A Lei das Eleições estabelece também que a propaganda dos candidatos a governador de estado e do Distrito Federal, no horário eleitoral gratuito, deve ocorrer às segundas, quartas e sextas-feiras, com referência ao horário de Brasília, das 7h às 7h20 e das 12h às 12h20 no rádio. E para TV, das 13h às 13h20 e das 20h30 às 20h50, nos anos em que a renovação do Senado se der por um terço, que é o caso deste ano.

Também a propaganda dos candidatos a senador está definida para as segundas, quartas e sextas-feiras das 7h40 às 7h50 e das 12h40 às 12h50 no rádio, e das 13h40 às 13h50 e das 21h10 às 21h20 na televisão, nos anos em que o Senado for renovado em um terço.

Já a propaganda dos candidatos a deputado federal está marcada para as terças e quintas-feiras e aos sábados das 7h25 às 7h50 e das 12h25 às 12h50 no rádio, e das 13h25 às 13h50 e das 20h55 às 21h20 na televisão. E para os candidatos a deputado estadual ou distrital, no horário eleitoral gratuito, deve ocorrer às segundas, quartas e sextas-feiras das 7h20 às 7h40 e das 12h20 às 12h40 no rádio, e das 13h20 às 13h40 e das 20h50 às 21h10 na televisão, nos anos de renovação de um terço dos integrantes do Senado.

A divisão dos tempos de propaganda no horário eleitoral do rádio e da TV dos candidatos a governador de estado e do Distrito Federal, senador, deputado federal e deputado estadual ou deputado distrital é calculada e definida, em resolução, pelo Tribunal Regional Eleitoral de cada estado.

(*) Com informações do TSE/TRE-MS e TV Morena

A partir desta terça-feira até o dia 2 de outubro, o brasileiro terá duas inserções de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão para escolha de candidatos (Foto: Google)

Comentários