13/05/2016 14h52 – Atualizado em 13/05/2016 14h52

No local, há a constatação do processo de degradação dos prédios, construídos em 1922, e nos equipamentos

Assessoria

O presidente da Comissão de Educação, Meio Ambiente, Cultura, Desporto e Turismo, vereador Nilo Candido, visitou, na manhã desta sexta-feira (13), galpões da NOB localizados no centro da cidade, os quais a Câmara e a população requisitam como patrimônio público de Três Lagoas e que pedem pela preservação e ocupação como espaços culturais e de lazer.

O vereador fez a visita acompanhado pelo diretor municipal do Patrimônio Histórico de Três Lagoas, Rodrigo Fernandes. No local, constataram processos de degradação dos prédios, construídos em 1922, e nos equipamentos. “Além disso, tem muitas peças e equipamentos sendo desmontados e roubados”, afirmou Nilo.

De acordo com Fernandes, a cedência dos espaços e materiais já está em negociação com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), órgão que ficou responsável pelo patrimônio na região. Cabe agora, à administração municipal, fazer um inventário para requisitar oficialmente e apresentar um programa de uso.

Na visão do vereador, que encabeçou a aprovação da lei que trata do patrimônio histórico e tombamentos, no município, é necessário tomar medidas e buscar apoio para resgatar a importância histórica que a ferrovia representa para Três Lagoas. Esta importância foi ressaltada por Fernandes.

Na sessão do dia 24 de maio, ele deverá falar na tribuna livre da Câmara, durante a sessão, para trazer o assunto a público e solicitar apoio da sociedade e dos vereadores na luta pela recuperação dos prédios e materiais da ferrovia.

(*) Câmara Municipal de Três Lagoas

A cedência dos espaços e materiais já está em negociação com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT). (Foto: Assessoria)

Comentários