O presidente do Comitê disse que está colocando na balança todos os argumentos e tentando buscar, da maneira mais correta possível, prevenir e cuidar da economia de Três Lagoas

O secretário Geral e presidente do Comitê de Enfrentamento do COVID-19 de Três Lagoas, Cassiano Rojas Maia, se reuniu na manhã deste sábado (28) com representantes de Entidades do Comércio e economia de Três Lagoas para discutirem pontos que poderiam ser editados em um futuro decreto.

“Estamos colocando na balança todos os argumentos e tentando buscar, da maneira mais correta possível, prevenir e cuidar da economia de Três Lagoas. E em conversa com todos e o nosso prefeito Angelo Guerreiro iremos manter o decreto na próxima segunda-feira com algumas alterações”

Cassiano maia – presidente do comitê de crise

Estavam presentes na reunião o Assessor Jurídico da Prefeitura , Luiz Gusmão; Eurídice Silveira, do Sindicato das Empresas do Comércio; Sueide Torres, do SINDVAREJO; Ivan Roberto Carrato Júnior, do Sindicato Rural; Gustavo Gotard, presidente da OAB e Fernando Jurado, presidente da Associação Comercial e industrial de Três Lagoas.

REUNIÃO

Durante a reunião, os representantes do comércio sugeriram a reabertura do comércio já na próxima segunda, porém da situação indicaram que entendem e vão respeitar a decisão da Prefeitura e também do Ministério Público de manter o comércio sem atividade até o fim do decreto.

“Estamos colocando na balança todos os argumentos e tentando buscar, da maneira mais correta possível, prevenir e cuidar da economia de Três Lagoas. E em conversa com todos e o nosso prefeito Angelo Guerreiro iremos manter o decreto na próxima segunda-feira com algumas alterações”, disse.

Cassiano ainda frisou que “o prefeito nunca fará um decreto sozinho, Ele sempre ouvirá a todos para fazer um mais abrangente e seguro possível buscando sempre cuidar da população três-lagoense”, disse Cassiano,

MODIFICAÇÃO DO DECRETO

Sobre as principais modificações no decreto de segunda-feira (30), Cassiano apontou dois: aumento do tempo do toque de recolher estendendo para às 22h (órgãos essenciais como supermercados diminuindo a aglomeração das pessoas) buscando aumentar o fluxo da Cidade e avaliar a abertura das lotéricas.

“O que temos no momento é a distribuição das 2.500 cestas básicas para quem está cadastrado e estamos organizando para doar as famílias dos alunos da Rede Municipal de Ensino os mantimentos das merendas escolares para que não percamos, além da compra de respiradores que já foram feitos e aguardamos a entrega”

cassiano maia – presidente do comitê de crise

“Vamos tentar modificar o decreto reflexionando de forma sutil. Em um momento em que em 24h teve um aumento de 40 mortes para 92 mortes é difícil revelar o que faremos na segunda-feira, mas os principais pontos seria o aumento do tempo do toque de recolher estendendo para às 22h e a avaliação da abertura das lotéricas já que muitos idosos não tem contas bancárias e irão lá receber seus benefícios procurando as lotéricas e vamos avaliar como fazer isso de forma que não gere aglomeração”, disse.

PAGAMENTO DE TRIBUTOS

Sobre o adiamento de tributos, Cassiano disse que além da prorrogação dos prazos para 90 dias, será avaliado também o IPTU e assistencialismo as pessoas mais carentes. Porém a infraestrutura não parará e será realizada uma barreira sanitária na entrada da Cidade para avaliar e informar pessoas que estejam com sintomas de gripe.

Cassiano lembrou ainda algumas medidas preventivas que a prefeitura já está pensando e fazendo.

“O que temos no momento é a distribuição das 2.500 cestas básicas para quem está cadastrado e estamos organizando para doar as famílias dos alunos da Rede Municipal de Ensino os mantimentos das merendas escolares para que não percamos, além da compra de respiradores que já foram feitos e aguardamos a entrega”, disse o presidente.

(*) Assessoria

Comentários