27/08/2014 13h18 – Atualizado em 27/08/2014 13h18

Na ocasião, a candidata afirmou que o problema da saúde brasileira não está nos governos estaduais ou municipais, mas sim na União, que repassa apenas 4% de seu orçamento para essa área, quando o ideal seriam 10%

Da Redação

“Não é possível o município não contar com um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no hospital para atender os moradores daqui e terem que ir de ambulância para a Capital. Em Brasília vou buscar recursos para que os hospitais de MS e de Sidrolândia tenham não só leito, mas os equipamentos”. A afirmação foi feita pela candidata ao Senado, vice-governadora Simone Tebet (PMDB), na noite de ontem (26).

No encontro que reuniu centenas de moradores de Sidrolândia, a candidata voltou a destacar que no Senado vai defender mais recursos para a saúde pública. Conforme Simone, o problema da saúde brasileira não está nos governos estaduais ou municipais, mas sim na União, que repassa apenas 4% de seu orçamento para essa área, quando o ideal seriam 10%.

“Nelson Trad Filho disse que vai ampliar e construir hospitais regionais em Mato Grosso do Sul e os equipamentos são necessários. Eles são caros, mas é a obrigação do governo federal, que fica com a maior parte dos impostos do povo brasileiro, devolver pelo menos em equipamentos e em saúde pública para os municípios”, afirmou.

AGRICULTURA FAMILIAR

No encontro que contou com a presença de representantes de assentamentos locais, Simone Tebet também destacou que se eleita vai ser a voz do agricultor familiar em Brasília.

“Rendo uma homenagem aos que colocam alimentos na nossa mesa todos os dias. Quero ser a voz do agricultor familiar e dos assentamentos lá em Brasília por mais crédito rural, mais casas populares na zona rural, por cursos profissionalizantes para que nosso homem do campo possa ter condições de produzir melhor e ainda, por subsídios para os insumos a fim de que o alimento seja produzido mais barato e também chegue mais barato na mesa do trabalhador”, disse Simone Tebet.

Ilda Reis, de 51 anos é moradora do assentamento Eldorado II, localizado no município de Sidrolândia e disse que Simone Tebet no Senado é garantia de mais crédito rural e ainda qualificação para os jovens. “É uma mulher preparada para estar nos representando no Senado. Tenho certeza que a Simone vai ser nossa porta-voz no Estado e no Brasil para melhorar as nossas políticas públicas no campo”, comentou.

O lançamento do Comitê da candidato a deputado estadual Daltro Fiuza também contou com a presença da candidata à vice-governadora pastora Janete.

(*) Com informações de Assessoria de Imprensa

Durante encontro em Sidrolândia, a candidata falou de suas propostas no Senado (Foto: Divulgação/ AI)

Comentários