03/01/2013 20h59 – Atualizado em 03/01/2013 20h59

Justiça seja feita. Ninguém acreditava que as obras do novo anexo da Câmara de Três Lagoas fossem concluídas a tempo, mas foi

O então presidente Nuna Viana prometeu que entregaria a obra ainda no seu mandato e cumpriu com a promessa.

Ricardo Ojeda – Caldeirão do Bolsão

FALTA ARREMATE

É claro, faltaram alguns arremates, nada que atrapalhe o andamentos dos trabalhos dos novos integrantes do legislativo.

ATENTA

A ex-vereadora Wilma Lara Hamed, que é Engenheira e diretora da construtora vencedora da licitação acompanhou diariamente os trabalhos e até no último minuto ela permaneceu no canteiro de obras, fiscalizando e atenta a tudo.

CARTA DE APRESENTAÇÃO

A determinação da ex-vereadora é digna de elogios e por isso o titular do Caldeirão, sem medo de errar, recomenda seus serviços para quem deseja construir.

APOSTA PERDIDA

Para ter uma idéia, a mesma construtora, foi que executou as obras de reforma e ampliação do prédio da Receita Federal. Faltando uns dois dias para a data de inauguração, esse titular apostou uma caixa de cerveja com o Reginaldo Pires da Costa, titular da Receita que a obra não seria entregue. Perdi a aposta.

O CARA

O ex-vereador e presidente da Câmara de Santa Rita do Pardo, André Ribeiro será o novo manda chuva da Câmara de Três Lagoas. Ele vai presidir a Comissão de Licitação e será o responsável pela assessoria financeira da Casa.

LINHA DE FRENTE

Ribeiro é homem de confiança do atual presidente Jorginho do Gás e pertence à linha de frente do deputado estadual Eduardo Rocha.

CATEDRÁTICO

André Ribeiro foi presidente por três gestões na Câmara de Santa Rita do Pardo e pode-se dizer que conhece de traz pra frente o Regimento Interno da Casa de Leis.

ATRASADO

Falando em Câmara, a página do site do Legislativo de Três Lagoas ainda não foi atualizada. Constam ainda os nomes dos três vereadores, Millan, Celso Yamaguti e Ângelo Guerreiro.

DESATUALIZADO

Mesma situação acontece com o site da prefeitura, que inda não foi atualizado com os nomes dos novos secretários que assumiram o cargo no dia 1º. Alô Gabriela! É com você…

RAIO X

O prefeito de Bataguassu, Pedro Caravina (PSDB) disse ao titular do Caldeirão que só na próxima semana terá um “Raio-X” completo da prefeitura. Por enquanto vem fazendo reunião com a equipe administrativa para fazer um diagnóstico completo da prefeitura.

AGILIZANDO

Conversando com Walmir Arantes, ex-secretário de Finanças da prefeitura de Três Lagoas, ele disse que as duas novas secretarias, Planejamento e Assuntos Governamentais, criadas no segundo mandato de Marcia Moura servirão para agilizar os projetos da prefeitura.

BOM TRÂNSITO

Walmir, que comandou a pasta de Finanças na então gestão de ex-prefeita Simone Tebet, tem bom trânsito com os burocratas em Brasília, onde fará ponte aérea mensalmente para agilizar os recursos e a aprovação de projetos.

LETARGIA

Quem precisar abrir uma conta ou qualquer outro atendimento na Caixa Econômica Federal de Três Lagoas tem que ir com muita dose de paciência e tempo de sobra.

NA PELE

O titular do Caldeirão sentiu na pela como é ser atendido pela Caixa. Nada mais, nada menos que quase duas horas de espera para abrir uma conta corrente. Embora no painel das senhas indicasse cinco atendentes, tinha apenas duas funcionárias que faziam o que podia para dar conta do atendimento.

ALÔ PROCON

Seria salutar que o gerente da Caixa Econômica Federal tivesse um pouco de vergonha na cara, determinando que funcionários do outro setor auxiliassem as atendentes, já que naquele momento, visivelmente estavam todos de braços cruzados. Uma lástima. Cadê o PROCON???

ENTREVISTA

O comandante do 2º BPM de Três Lagoas, Coronel Wilson Sérgio Monari participou de uma entrevista para o Perfil News. Segundo ele, a estatística da criminalidade do ano passado abaixou quase 30%, se comparando com 2011.

NOVA GESTÃO

Indagado como conseguiu reduzir a estatísticas, sem pensar respondeu que a foi uma nova gestão implantado por ele, auxiliado por monitoramento em tempo real, através das viaturas equipadas com aparelhos de tablets, que possibilita fiscalizar on-line a apuração de uma ocorrência.

DENÚNCIAS

Monari disse ainda que a população, através da Polícia Comunitária tem ajudado sobremaneira com o trabalho da PM. “Através do número 190 temos recebidos diariamente várias denúncias informando situação suspeitas e imediatamente são checadas e se comprovada à irregularidade, agimos com o rigor da lei”.

RELAÇÃO DE CONFIANÇA

Segundo ele, depois da implantação da Polícia Comunitária, a comunidade passou a confiar mais na polícia, interagindo com informações que possibilitam desenvolver um bom trabalho e consequente diminuição da criminalidade.

LEI FROUXA

A única bronca que o comandante do 2º BPM deixou transparecer foi com a frouxidão das Leis, que permite a liberação de viciados em drogas, pegos em flagrante cometendo delitos na mesma hora. No outro dia, já está roubando outra vez para sustentar o vício. É uma barbaridade.

ATITUDE IRRESPONSÁVEL

O Ministério Público deveria e tem que fiscalizar as atitudes de uma empresária que atua no ramo de hotelaria, que possui o empreendimento localizado nas proximidades do Corpo de Bombeiros. No feriado de final de ano, um apartamento foi reservado para uma pessoa cadeirante. No segundo dia, a “empresária” surtou completamente exigindo, com ameaças a retirada da hóspede do seu estabelecimento.

QUEIXA NA POLÍCIA

Tão logo o titular do Caldeirão ficou sabendo do episódio, entrou em contato com a Polícia Civil, através do delegado Messias, que orientou registrar uma queixa contra a dita empresária. Não foi feito nenhuma ocorrência para não constranger ainda mais a hóspede.

SITUAÇÃO CONSTRANGEDORA

Os filhos da cadeirante foram obrigados encontrar vaga em outro hotel, já que a empresária praticamente expulsou sua hóspede especial.

CONSTRANGIMENTO

Uma situação como essa, acontecer na cidade que hoje é conhecida como a capital mundial da celulose é uma lástima e as autoridades deveriam agir com muito rigor nesse caso. Os filhos da cadeirante ficaram muitos constrangidos e vão registrar um Boletim de Ocorrência na polícia. O titular do Caldeirão se prontifica servir de testemunha.

CADÊ O ANTONIO CARLOS?

Sem medo de errar, com toda certeza do mundo, se esse episódio fosse parar nas mãos do intrépido promotor de Justiça, Antonio Carlos Garcia de Oliveira a justiça seria feita. Mas, infelizmente ele responde pela promotoria de Meio Ambiente. Sorte da empresária.

PARA REFLETIR

“Com entusiasmo, existe realizações. Sem ele, existe somente desculpas.”
(Henry Ford)

Comentários