25/03/2012 18h57 – Atualizado em 25/03/2012 18h57

Finalizada pavimentação, empreiteira concentra obras na rotatória

Sindicato Rural de Três Lagoas vai comandar festa em inauguração para comemorar integração

Edmir Conceição

A pavimentação dos últimos 500 metros que restavam da MS-112 foi concluída e agora a construtora Encalso concentra a frente de serviço rotatória do entroncamento da rodovia estadual com a BR-158, completando assim a ligação de Inocência com Selvíria e Três Lagoas.

Segundo o engenheiro, Dirceu Deguti Vieira Filho, gerente regional da Agesul de Três Lagoas, a interseção no entroncamento da MS-112 com a BR-158 será uma das mais modernas, adotando novos conceitos de engenharia de tráfego.

A rotatória terá 300 metros de asfalto e sinalização horizontal e vertical, além de placas refletivas de acordo com a convenção internacional. No último trecho do asfalto, operários fazem o acabamento com a instalação de guias, sistemas de drenagem e plantio de grama.

“Se não chover nos próximos dias, em três semanas a rotatória estará pronta”, prevê Dirceu Deguti. Segundo ele, com essa obra, o Bolsão se integra definitivamente à malha rodoviária de outras regiões do Estado.

FESTA

O asfalto está sendo recebido pelos produtores com muita euforia. Os produtores, por sua vez, destacam que a obra, esperada há 40 anos, chega num momento em que a expansão do plantio de eucalipto cria novas oportunidades que poderiam ficar comprometidas com as dificuldades de transporte.

É a logística que o setor rural, tanto da floresta plantada quanto da pecuária, precisava. A base florestal está dando potência ao motor da economia nas três cidades integradas pela MS-112.

Segundo a prefeita Márcia Moura (PMDB), a festa na inauguração, em data a ser definida pelo Governo do Estado assim que a empreiteira entregar a rotatória, será comandada pelo Sindicato Rural de Três Lagoas, que pretende mobilizar pecuaristas e promover um grande churrasco. O governador André Puccinelli será alvo de agradecimentos e será homenageado.

INVESTIMENTOS

Segundo a Agesul, a pavimentação da MS-212 foi executada no cronograma de 540 dias. O Governo do Estado investiu R$ 141,8 milhões. No trecho executado pela construtora Encalso, de 52,8 quilômetros, foram investidos R$ 62 milhões. O outro trecho, de 55,7 quilômetros, executado pela construtora Delta, consumiu R$ 79,8 milhões.

O dinheiro é do programa MS Forte, que destinou R$ 1,5 bi para obras de infra-estrutura viária. Do programa saíram também R$ 47 milhões para a recuperação da MS-377, entre Água Clara e Inocência, a partir do entroncamento com a BR-262.

Máquinas movimentam aterro onde será construída a rotatória da MS-112. (Fotos: Ricardo Ojeda)

Topógrafo tira parâmetros da rotatória na MS-112

Comentários